Tira-gostos que acrescentam sabor à vodca

Beber vodca é mais do que um costume russo, a bebida é um orgulho nacional. E, para manter essa cultura multissecular, existe todo um ritual a ser seguido. Conheça quais petiscos caem bem entre uma dose e outra.

Em primeiro lugar é preciso congelar a garrafa – seja na geladeira ou até mesmo enterrada na neve. Também recomenda-se beber em copos de “shot”, isto é, pequenos.

Depois de cada dose, o ideal é quebrar o sabor da bebida alcoólica com um petisquinho. E o que não falta é uma série de tira-gostos e pratos especiais para acompanhar a vodca. Confira abaixo os melhores e mais populares itens que não podem faltar à mesa.

Legumes e frutas em conserva

Foto: Stockfood fotobank

Os legumes e frutas em conserva mais populares na Rússia são pepinos, tomates, repolho com mirtilos ou maçãs. Os legumes se tornam especialmente saborosos quando fermentados e salgados nos barris de carvalho. Esses tira-gostos são geralmente servidos frios.

Cogumelos salgados e em vinagre

Os cogumelos mais populares são Boletus edulis e míscaros e lactarius. São geralmente mergulhados em óleo de girassol com cebolinhas do tipo italiana. Os mais saborosos são lactarius refogados em sour cream (ou coalhada fresca).

Arenque

O peixe mais popular como acompanhamento da vodca na Rússia é o arenque salgado. É servido com cebola fatiada, verduras picadas, óleo de girassol e vinagre. É também acompanhado de batata cozida, manteiga, pão preto e endro picado. A tríade arenque-batata-vodca é uma das combinações mais clássicas no país.

Caviar preto ou vermelho

Foto: Neoelectra

O tipo de caviar mais suave é o beluga. Em geral, é servido com pão e manteiga, embora também seja frequente sobre uma tigela repleta de gelo.

Salo e presunto

Salo é um tipo de petisco feito à base de gordura de porco salgada com duas ou três camadas de carne. É servido frio com cebola crua ou alho.

Kholodets (geleia de mocotó)

Kholodetsé um prato de carne envolto em gelatina. Ele pode ser feito com vários tipos de carne, mas os mais saborosos são de cabeça de porco, osso de boi e de galo. É servido com mostarda ou raiz-forte.

Blini (panquecas russas)

Foto: Photoxpress

Os russos costumam comer blini com caviar, mas também é possível saboreá-los com sour cream (ou coalhada fresca), salmão defumado, manteiga e geleia.

Salada Olivier

Esse é o nome dado à salada criada em meados de 1860 por Lucien Olivier (1838-1883), um chef de origem belga e formação francesa, que era coproprietário do restaurante Hermitage, em Moscou.

Trata-se de uma mistura de ovos cozidos, presunto, pepinos em vinagre e maionese, embora existam outras variantes.

Pelmêni e Varêniki 

Foto: Divulgação

Pelmêni é um tipo de massa muito parecida com o cappelletti italiano. É também servido com sour cream (ou coalhada fresca), maionese e pimenta-do-reino.

Já o varêniki consiste em pequeninas panquecas que podem ser recheadas com quase tudo, de frutas a carne. São servidos com cebola picada e refogada na manteiga.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.