Ganso assado e outros pratos rebuscados da ceia de Natal na Rússia antiga; veja receitas

Imagine que você está celebrando a data na antiga Rússia Ortodoxa, o que encontraria sobre a mesa? Pilhas de pratos de aves de criação, carnes deliciosas e acompanhamentos que o surpreenderão.

A tradição russa de Natal sempre esteve intimamente relacionada ao Advento e ao jejum que antecede a celebração. O último dia de jejum é 6 de janeiro (24 de dezembro, de acordo com o calendário juliano), até o momento em que a primeira estrela aparece em 7 de janeiro (25 de dezembro). Ao longo da noite, os eslavos orientais colocavam os pratos mais requintados sobre a mesa. 

1/ ‘Kutiá’

‘Kutiá’, ou ‘koliva’, era o prato principal da festa. Trata-se de um alimento ritual feito com trigo cozido e mel, ao qual também pode-se adicionar nozes, passas e sementes de papoula. Os ingredientes principais têm significado simbólico na cultura ortodoxa. O trigo alude à ressurreição, e o mel significa eternidade. Algumas pessoas religiosas ainda preparam ‘kutiá’ no Natal, mas costumam usar cevada e açúcar em vez de mel.

Aprenda a receita aqui.

2/ Ganso assado

Ganso assado era o prato principal da festa de Natal. Uma vez que durante o Advento não era permitido comer carne ou aves, os cristãos ortodoxos preparavam fervorosamente vários pratos de carne para quebrar o jejum. À medida que a véspera de Natal se aproximava, as ruas das cidades iam ficando lotadas de carros carregados de carnes e aves. Gansos, patos e perus eram muito caros.

3/ Leitão

O único prato que podia competir com o ganso assado era o leitão, ou ‘porco leitoso’, como os russos o chamam. Só era acessível a famílias ricas porque requer um porco de idade específica, entre dois e seis meses. O leitão assado, servido com mingau de aveia e legumes, era um dos principais símbolos da primeira refeição após o jejum.

4/ ‘Coulibiac’

Este bolo russo triunfava em qualquer festa, e o Natal não era exceção. O que distingue o ‘coulibiac’ de outros bolos é o fato de possuir várias camadas de recheios diferentes. Pode conter vários tipos de carne, peixe, arroz, cogumelos, ovos, verduras e até diferentes tipos de massa. É como fazer uma refeição completa em um único pedaço de bolo. Fazia-se o máximo possível para surpreender a família e os amigos.

Aprenda a receita aqui.

5/ Vinagrete

Esta tradicional salada russa não tem nada a ver com sua versão brasileira. Com beterraba, batata, cenoura pepinos em conserva e azeita, ainda é um dos pratos favoritos da mesa de Natal na Rússia. Aqueles que não tinham condições de preparar muitos pratos para a festa acrescentavam arenque ao vinagrete ou faziam uma versão fácil e barata em termos de ingredientes. Nos lares mais ricos, o vinagrete era enriquecido com peixes requintados, como esturjão, levando o sabor a outro patamar.

Aprenda a receita aqui.

6/ ‘Kozuli’

Este era um dos biscoitos de Natal mais populares em algumas regiões da Rússia antiga. É um tipo de pão de gengibre crocante feito com xarope e às vezes decorado com açúcar de confeiteiro. A melhor coisa dessa massa deliciosa é que ela também pode ser usada como brinquedo ou decoração festiva. Entre os formatos tradicionais estavam anjos, animais, pássaros, estrelas de Natal e casas.

7/ ‘Vzvar’

Esta bebida servida como sobremesa durante as festas é uma espécie de compota preparada com frutas e bagas ao forno. Geralmente leva bastante mel, especiarias e ervas. É uma alternativa eslava saudável ao ponche ou ao vinho quente.

LEIA TAMBÉM: Facas, pistolas e pianos: como os tsares celebravam o Natal

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies