A comida russa como ela (não) é

Legion Media
Todo mundo acha que mingau de trigo sarraceno, o kholodêts, a vodca e o borsch são pratos típicos da Rússia. E não são? Bem...

Mingau de trigo sarraceno

O mingau de trigo sarraceno é um verdadeiro símbolo da culinária russa: nenhum outro país consome tanto este prato que a Rússia. Mas, na realidade, a Ásia é considerada o berço do trigo sarraceno.

O trigo mourisco selvagem foi descoberto por monges nas encostas do Tibete e do Himalaia, mas a planta não se deu muito bem na terra natal. Assim, o grão foi levado à Rússia por comerciantes na Idade Média e, nos séculos 16 e 17, a colheita se espalhou por todo o território que hoje pertence a Rússia, Ucrânia e Bielorrússia.

Aproveite e descubra como fazer esta delícia aqui

Vinagrete russo

Este prato não tem nada a ver com o brasileiro homônimo. Mas quem conhece a tradicional “cozinha russa” pode pensar que esta salada de legumes cozidos com verduras marinadas foi inventada há muito tempo.

Só que não é bem assim. O prato foi inventado só no século 19, e a receita foi tomada de um livro inglês de 1845. Ali se descrevia um prato muito semelhante chamado “salada sueca”, que também era feito com arenque.

Na Rússia, porém, tiraram o peixe da receita, substituindo-o por pepino em conserva e chucrute. Ademais, existem várias hipóteses sobre a origem do nome. Uma delas reza que ela seja proveniente do nome de um tempero francês, vinaigrette, mistura de óleo e vinagre.

Aproveite e descubra como fazer esta delícia aqui! 

Arenque sob um casaco de pele

Outra salada de beterraba popular que é o orgulho da culinária russa também tem raízes escandinavas. Apesar de a lenda rezar que este prato de Ano Novo foi inventado no início do século 20 por Anastas Bogomilov, um taberneiro russo, a combinação de peixe salgado e legumes cozidos já era um item básico na Alemanha e na Noruega muito antes.

Na URSS, a novidade consistiu em fazer o prato em camadas e acrescentar maionese. Há rumores de que o nome da salata, “chúba” (“casaco de pele”) era uma abreviatura obscura na década de 1920 que significaria, em russo “Boicote e anátema ao chauvinismo e ao declínio”. Tivesse ou não toda essa filosofia, o nome agora parece até mais simples para você guardar, não? Seliôdka pod chúboi: “arenque sob um casaco de pele”.

Aprenda a fazer esta delícia aqui! 

Kholodêts

Outro prato tradicionalíssimo no Ano Novo russo o kholodêts causa pânico em quase todo estrangeiro. Ele é uma geleia animal de aparência sinistra, mas não tem nada de russo: um monte de outros países têm pratos semelhantes.

A georgiana drojalka (“coisa instável”), por exemplo, é feita a partir de caldo de carne saturado é também na Polônia, na Sérvia, na Romênia, na Letônia, na Moldávia e na Ucrânia.

Acredita-se que o prato tenha sido inventado pelos europeus, já que a palavra russa “studen” (“geleia de carne”) vem da alemã “sülze”. Além disso, os franceses foram os primeiros a pensarem em acrescentar pedaços de carne, raízes diversas e ovos cozidos a este caldo cheio de “sustância”.

Aproveite e descubra como fazer esta delícia aqui! 

Pelmêni

Este prato que se parece com um capeletti, consiste de uma massa cozida recheada de carne, e também é encontrado na culinária do mundo todo. De acordo com o historiador culinário russo William Pokhliobkin (cujo sobrenome cai como uma luva, pois é proveniente do verbo russo “engolir”), o prato foi inventado na China.

Mas, já nos séculos 14 a 15, o pelmêni chegou aos cardápios dos Urais e da Sibéria. Ele só chegou às regiões centrais da Rússia, porém, no século 19. Foi quando foi criado o nome atual da iguaria: na língua da Udmúrtia, “pelnian” significa “orelha de pão”). É por isso que, hoje, a Udmúrtia, na Rússia central, é considerada o local de nascimento do pelmêni eslavo contemporâneo.

Aproveite e descubra como fazer esta delícia aqui e suas variações aqui! 

Borsch

Esta sopa tradicionalmente “russa” foi inventada pelo povo eslavo, mas não pelos russos. Mas, na antiga Rus, Estado que precedeu a Rússia contemporânea, as pessoas simplesmente ferviam grandes pedaços de repolho picado na água – algo completamente diverso do borsch hoje.

A receita com legumes picados cozidos em caldo de carne foi inventada pelos eslavos do sul (os habitantes dos Bálcãs). O borsch chegou à Rússia no início do século 14 e rapidamente se estabeleceu na culinária nacional, tornando-se um favorito entre os russos e seus convidados.

Aproveite e descubra como fazer esta delícia aqui!

Vodca

O surgimento do etanol purificado remonta ao século 11, quando ele foi isolado por destilação pelo médico persa Muhammad ibn Zakaria al-Razi. Mas o líquido resultante - um precursor da vodca - era usado apenas na medicina, já que o Alcorão proibia os muçulmanos de consumir bebidas alcoólicas.

 Na Europa, a ideia de criar uma bebida como a vodca pertence aos italianos. A aqua vitae (“água da vida”) que eles obtiveram chegou à Rússia no final do século 14 e levou os habitantes locais a começar a produzir álcool a partir do excedente de grãos. No início do século 16, a vodca russa já era exportada para outros países.

E, como não podemos dar uma receita de vodca, então aprenda a escolher o melhor caviar do mundo!

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies