Rússia suspende todos os voos internacionais; russos no Brasil são alertados a voltar ao país

Reuters
Putin disse nesta quinta (26) que espera que a Rússia derrote o coronavírus em 2 a 3 meses, desde que sejam impostas medidas severas, como a suspensão de todas as conexões aéreas internacionais.

Após proibir, na semana passada, a entrada de estrangeiros no país devido à disseminação global do novo coronavírus, a liderança Rússia decidiu suspender, a partir desta sexta-feira (27), todos os voos entre a Rússia e outros países operados por tanto por companhias locais, exceto Aeroflot, como estrangeiras.

De acordo com as restrições impostas às companhias aéreas, os voos russos só poderão voar para outros países para trazer cidadãos russos de volta, ou se forem autorizados por decisões especiais do governo, lê-se em nota no site do governo.

Além disso, os voos que ligam Moscou às principais capitais do mundo têm autorização de continuar apenas por meio da companhia aérea estatal Aeroflot, que detém agora monopólio desses serviços internacionais.

As autoridades da capital russa e da região circundante também anunciaram o fechamento de todos os cafés, restaurantes e lojas, com exceção para mercados e farmácias, a partir deste sábado (28) até, pelo menos, 5 de abril.

Em um discurso televisionado ao país na quarta-feira (25), Putin divulgou novas medidas destinadas a retardar a transmissão do vírus e anunciou licença remunerada por uma semana para todos os russos que trabalham em áreas não essenciais.

No dia seguinte, o presidente russos discutiu essas mudanças durante uma reunião televisionada com empresários. “Essas são medidas forçadas e temporárias. Mas serão mais curtas, quanto mais eficazes e, sinceramente, mais difíceis forem”, declarou.

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus na Rússia saltou de 196 para 1.036 casos nas últimas 24 horas, informou o centro de monitoramento da doença.

Repatriação de russos no Brasil

De acordo com resolução do governo da Federação Russa, publicada no Facebook nesta quinta (26), foi tomada a decisão de repatriar os cidadãos russos que estão no Brasil. O voo de repatriação está agendado para domingo (29) de março às 14h00, partindo do aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro.

O órgão recomenda que todos que se inscreveram nas instituições de consulta russas no Brasil e manifestaram a iniciativa voluntária de retornar à pátria se encaminhem ao aeroporto até as 9h00 do dia 29 de março.

Ainda segundo a nota, quem estiver em outros estados do Brasil deveria também seguir para o Rio na data mencionada. No entanto, cabe lembrar que o governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, proibiu no último dia 19 a entrada de passageiros por via aérea e ônibus interestaduais no Rio de Janeiro.

Os cidadãos russos que desejam pegar o voo e ainda não enviaram os seus dados, devem fazê-lo com urgência neste link.

LEIA TAMBÉM: Rússia envia a Venezuela 10.000 kits para detecção do novo coronavírus 

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies