Em isolamento, cineasta russo Timur Bekmambetov fará filme de guerra com gamers reais

Director Timur Bekmambetov (L) and actor Pavel Priluchny

Director Timur Bekmambetov (L) and actor Pavel Priluchny

Press photo
Cenas de ação serão criadas com War Thunder.

Não é a primeira vez que o produtor e diretor de cinema russo Timur Bekmambetov, cujo nome circula em Hollywood, irá utilizar novas tecnologias em uma produção. Para o seu novo filme, “V2. Fuga do Inferno” (em tradução livre), o cineasta planeja fazer uma revolução tanto em termos de conteúdo quanto de produção.

Fuga de um campo nazista

“V2. Fuga do Inferno” é baseado em uma história verídica. Em 8 de fevereiro de 1945, dez prisioneiros de guerra soviéticos conseguiram capturar um avião de combate alemão e fugiram de um campo de concentração nazista. Os alemães se engajaram em uma longa, perigosa e exaustiva busca, mas não conseguiram capturar os fugitivos soviéticos, que conseguiram fazer um trajeto rumo ao território soviético. Quando estavam prestes a pousar, foram recebidos com disparos do solo – o líder do grupo, Mikhail Deviataiev, conseguiu pousar o avião em chamas, e os oficiais feridos tiveram que se esconder na floresta, pois não sabiam ao certo se a área era controlada por nazistas ou soviéticos. Acabaram sendo encontrados por soldados do Exército Vermelho e transportados ao hospital (e a maioria voltou a lutar na frente de batalha).

A história em si é realmente um roteiro pronto com drama, suspense e, claro, ação. 

Gamers ‘atuarão’ no filme

Esta será a primeira vez na história em que cenas de ação – e de batalhas aéreas – em um filme de guerra serão filmadas usando um game – War Thunder, neste caso.

Com “V2. Fuga do Inferno”, Bekmambetov quer atingir os membros da Geração Z (nascidos entre meados dos anos 1990 até o início do ano 2010). A ideia, segundo ele, é que o filme faça os jovens se sentirem participando da Segunda Guerra Mundial.

“Filmar com a ajuda de um game tornará esse projeto ainda mais espetacular, pois fornece aos espectadores uma imersão completa – uma sensação semelhante ao que os jogos de computador russos altamente realistas, com sua atenção aos detalhes, oferecem aos jogadores”, afirma Bekmambetov.

O personagem principal, Mikhail Deviataiev, será interpretado pelo ator russo Pável Prilutchni, conhecido pelo seriado “Silver Spoon”, que está disponível no catálogo da Netflix em alguns países. Prilutchni irá lutar com jogadores reais em uma batalha virtual sem script. Jatos soviéticos e alemães pilotados pelos melhores jogadores do War Thunder irão interagir com o ator russo em tempo real.

Gravações durante a quarentena

Bekmambetov está procurando novas formas de continuar gravando filmes durante o surto de coronavírus para não arriscar a própria saúde e a vida dos membros da equipe de filmagem. O longa será filmado nos Estúdios Lenfilm, em São Petersburgo, mas apenas alguns atores estarão fisicamente presentes no set.

O diretor e a equipe técnica irão gerenciar o processo de filmagem remotamente de Moscou, por meio de tablets e pela plataforma de colaboração Microsoft Teams.

“Enquanto fazemos um filme de guerra, a mídia transmite notícias de guerra desde o início da luta contra o coronavírus: toque de recolher, escassez de alimentos, pânico entre nações e assim por diante”, diz Bekmambetov, enfatizando que, mesmo durante a 2ª Guerra, filmes continuavam a ser produzidos. “E agora não será diferente.”

Nos melhores Stories do Instagram

O filme, que será exibido em 2021, estará disponível em duas versões: a primeira será um formato horizontal tradicional para os cinemas, e a outra será vertical para smartphones. É assim que o diretor pretende tornar o filme acessível para públicos de todas as idades. Para Bekmambetov, é importantes quer conectar os espectadores mais jovens e os mais velhos “para garantir que as lições de guerra não sejam esquecidas”.

Cabe lembrar que o filme vertical anterior de Bekmambetov foi agraciado com a segunda maior honra no Festival Internacional de Cinema de Berlim em 2018. Filmado inteiramente em formato vertical, permitia a imersão em conversas nas redes sociais sobre os personagens.

LEIA TAMBÉM: Você conhece os diretores russos mais pop de Hollywood?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies