Rússia envia a Venezuela 10.000 kits para detecção do novo coronavírus

Global Look Press
Maduro decretou quarentena em todo o território nacional de 16 de março a 13 de abril.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Areara, recebeu na última segunda (23) o primeiro lote de suprimentos médicos russos para ajuda no combate ao coronavírus. São 10.000 kits que podem ser usados ​​para detectar a infeção.

Arreaza se reuniu com o embaixador russo no país, Serguêi Melik-Bagdasárov, para receber a carga no Aeroporto Internacional Simón Bolívar, em La Guaira, e expressou “a satisfação de a aliança estratégica esteja progredindo em todos os aspectos”. 

Até 24 de março, havia 91 casos de covid-19 na Venezuela, nenhum óbito e 15 pacientes recuperados, segundo os dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O presidente venezuelano Nicolás Maduro decretou quarentena em todo o território nacional desde 16 de março. O confinamento irá durar até 13 de abril.

LEIA TAMBÉM: Putin anuncia licença remunerada por uma semana para todos os russos

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies