12 doces mais populares da Rússia – Parte 2

Se as guloseimas já fizeram os leitores ficar com água na boca, está na hora de saborear a segunda rodada dos melhores doces russos.

7.Tchurtchkhela

Importada da cozinha caucasiana, a tchurtchkhela é um misto de nozes e suco de uva engrossado com farinha.

Não só possui uma grande quantidade de glicose e frutose, mas também proteínas, ácidos orgânicos e vitaminas. Apesar de ser um dos doces mais saudáveis da lista, é também um dos mais trabalhosos. O produto só fica completamente pronto para o consumo após três meses, quando adquire um sabor próximo ao chocolate.

8. Maçã assada

A Rússia não é um país com abundância de frutas e, por isso, a onipresente maçã é o ingrediente natural de muitas sobremesas. A receita da maçã assada é conhecida desde os tempos remotos. Primeiro a fruta deve ser colocada molho em algum xarope e, em seguida, recheadas com alguma coisa doce e levadas ao forno.

Após a tchurtchkhela, é o doce mais saudável da nossa lista, por ser rico em potássio e ferro. De acordo com os nutricionistas, o consumo regular de maçãs assadas ajuda não só a perder peso, mas também melhora o metabolismo e suaviza rugas.

Confira a receita aqui.

9. Sírniki (bolinhas adocicadas de ricota) e oládi (versão alternativa de panquecas)

Os sírniki e oládi não são exatamente doces para sobremesa. Devem ser consumidos com smetána(creme de leite azedo ou “sour cream”), geleia, mel ou xaropes de topo o tipo.

Além disso, os sírniki podem ser acompanhados de damascos secos, maçãs, peras, nozes, abóbora ou abobrinha.

Confira as receita dos sírniki e oládi

10. Balas de soja 

Durante a escassez de produtos manufaturados da era soviética, as balas de soja eram o doce favorito de muitos alunos escolares. Por serem encontradas em qualquer lugar, não havia fila para comprá-las.

Até hoje as melhores balas de soja são produzidas pela fábrica Rot Front, fundada em 1826.

O gostinho de amendoim ralado lembrava vagamente o sabor da khalva (doce feito de nozes, açúcar e óleo). No entanto, é preciso manter em mente o altíssimo valor calórico dessa guloseima: 514 calorias a cada 100 gramas.

11. Smokva

Esse doce quase passou ao esquecimento, podendo, contudo, ser encontrado em algumas aldeias russas. Nos tempos antigos, era chamado de “maçã paradisíaca seca”. A receita, à base de frutas ricas em pectina como maçãs, marmelo e ameixa, resultava em alguma coisa entre a marmelada e a pastilá.

Curiosamente, “smokva” era o nome usado para se referir ao figo seco na Antiguidade. Como esse doce era demasiadamente caro para as pessoas comuns, um cozinheiro desconhecido produziu uma versão semelhante com produtos locais e lhe deu o mesmo nome.

12. Chocolate Alionka

Alionka é uma das marcas mais famosas da indústria de chocolate soviética e russa, embora existam muitos outros chocolates nacionais tão bons quanto.

Produzido desde 1965, o Alionka surgiu da iniciativa do governo soviético de produzir um chocolate ao leite com preço acessível. Na época, as autoridades lançaram um concurso para a embalagem do novo produto. Entre todas as opções enviadas, a escolhida foi a foto de Elena Guernias, de oito meses.

Você não conferiu os seis primeiros doces publicados na semana passada? Ainda dá tempo de saborear essas delícias russas: 12 doces mais populares da Rússia – Parte 1

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies