Direto dos livros de receita soviéticos, aprenda a fazer biscoitos em forma de cogumelo

Victoria Drey
Esses ‘cogumelos’ assados ​​superam quaisquer expectativas de sobremesa.

Quanto mais mergulho nos livros de receitas soviéticos, mais percebo que pratos icônicos da culinária da época se originaram nas cozinhas de casa e, durante muito tempo, nem sequer eram vendidos nas lojas – os biscoitos “cogumelo” são alguns deles. Eram chamados “gribotchki”, que em russo significa literalmente “cogumelos pequenos”.

Minha avó disse que os “gribotchki” eram um dos biscoitos favoritos de meu pai, principalmente por causa das formas especiais usadas para assá-los. Eram formas de ferro fundido de duas partes muito pesadas, com cavidades em forma de cogumelos, para assar em fogão a gás – bastante semelhante às formas das “nozes”, que eram tão populares quanto. Vovó lembra que naquela época era muito difícil por as mãos nessas formas de biscoitos, e todas as suas amigas viviam pedindo emprestadas. Além disso, os cogumelos de biscoito não eram vendidos em lugar algum; portanto, a única maneira de saboreá-los era preparando-os em casa.

LEIA TAMBÉM: Por que os russos são doidinhos por cogumelos?

Minha mãe, no entanto, costumava fazer esses biscoitos sem a forma – moldando a massa em forma de cogumelo usando as mãos. Eu também não tenho a forma, mas acredito que os meus “gribotchki” parecem ainda mais realistas do que os das formas. Outro ponto em particular que amo nessa receita é a massa – adicionar smetana à massa torna os biscoitos mais macios, porém crocantes. 

Ingredientes para a massa:

200g de manteiga

150g de açúcar

100g de smetana (creme de leite azedo, ou sour cream)

400g de farinha

1 ovo

1 colher de chá de fermento em pó

Pitada de sal

Ingredientes para a calda:

100g de açúcar

3 colheres de sopa de água

1 colher de chá de chocolate em pó

Sementes de papoula para decorar

Modo de preparo:

Para fazer a massa, misture manteiga, ovo, creme de leite azedo, açúcar e sal em uma tigela grande – todos os ingredientes devem estar em temperatura ambiente.

Use uma batedeira por alguns minutos até obter uma consistência uniforme. Em seguida, acrescente a farinha peneirada com fermento em pó – você pode precisar de mais ou menos, dependendo da farinha utilizada; por isso, recomendamos adicionar cerca de 300g no início e, em seguida, a farinha restante, se necessário.

Você deve obter uma massa não pegajosa, mas bastante macia, que mantenha a forma. Faça uma bola com a massa e deixe na geladeira por 40 minutos para esfriar.

Na sequência, separe a massa em duas partes e comece a trabalhar com a primeira delas – isso será suficiente para os “chapéus” dos cogumelos. Com as mãos enfarinhadas e uma faca, separe a massa em 20 a 22 pedaços iguais. Faça bolinhas e coloque-as na assadeira já preparada, coberta com papel manteiga.

Achate levemente as bolinhas para criar um formato mais realista de chapéu dos cogumelos. Coloque um pequeno pedaço redondo de papel manteiga ou papel alumínio no meio de cada chapéu abrindo orifícios para os ‘caules’ dos cogumelos.

Asse os chapéus (com a parte mais plana para baixo) a 190°C por 12 a 20 minutos, até dourarem de leve. Tire os pedaços de papel do fundo dos chapéus e deixe esfriar.

É hora de usar a segunda parte da massa: separe e modele-a na mesma quantidade de hastes que os chapéus e distribua sobre uma assadeira com papel manteiga.

Asse as hastes por cerca de 10 a 15 minutos, retire do forno e deixe esfriarem.

Enquanto isso, prepare a calda de açúcar – que funciona como uma espécie de “cola” para os chapéus e os caules. Em uma panela, misture o açúcar com a água e leve à fervura em fogo médio. Cozinhe por cerca de 5 minutos e retire do fogo.

Você pode começar a fazer cogumelos a partir dos chapéus e caules: mergulhe a ponta de uma haste na calda de açúcar quente, pressione-a levemente contra o orifício do chapéu e aguarde alguns segundos até que a calda endureça.

Repita o processo com todas as partes. O xarope de açúcar deve estar extremamente quente, portanto, tenha muito cuidado neste momento.

Coloque as sementes de papoula em um pires, mergulhe o fundo das hastes de cogumelos na calda e depois nas papoulas – isso cria o efeito de “terra”.

O último passo é decorar os chapéus: adicione o chocolate em pó e 1 ou 2 colheres de sopa de água ao restante de xarope de açúcar, misture até se tornar homogêneo, e leve ao forno por um ou dois minutos.

Mergulhe os chapéus de cogumelo na calda de chocolate quente, deixe escorrerem e distribua-os cuidadosamente em um prato para secarem por completo.

Consuma os cookies imediatamente ou mantenha-os na geladeira.

Priátnogo appetita!

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies