10 regras não escritas para ‘ser russo’

Quer se passar por russo? Ou melhor, entender por que os russos são do jeito que são? Aqui está um guia detalhado do que faz um russo...russo!

1. Fique em silêncio se não souber o que falar

Talvez os russos sejam mais bocudos no exterior, ou quando estão comemorando algo e não estão sob perigo. Mas, em casa, isso tudo é diferente. Se você já esteve no metrô de Moscou, por exemplo, pode ter notado que, às vezes, você e seus amigos são os únicos a falar com toda a força da voz. Por quê?

“As palavras são prata, mas o silêncio é ouro” – este provérbio ainda é bastante popular entre os russos. No país, certas palavras se tornaram uma ofensa criminal ainda no século 16. Não que isso seja motivo para se gabar, mas é um fato – e isso caracteriza os russos de certo modo. Tudo o que você diz deve ter propósito. E é melhor falar apenas quando se é abordado. As palavras são superimportantes na cultura russa; portanto, não as desperdice se quiser se passar por local.

2. Cante!

Os russos não cantam apenas músicas clássicas da Rússia. Costumam cantarolar canções soviéticas, ou um hit da rádio dos anos 90, ou o que quer que seja – isso não importa. Mas há uma música simbólica para todas as ocasiões, que acaba sendo inevitavelmente mencionada ou cantada. Casamentos, aniversários, amor, guerra, romance, trabalho – na maioria das vezes, há um russo soltando a voz.

Hoje em dia, a geração mais jovem parece se afastar cada vez mais das músicas russas. Mesmo assim, continuam cantando –por exemplo, os hits de Billie Eilish. A propósito, quando a cantora de 17 anos foi a Moscou para seu primeiro show na Rússia, ficou impressionada com o público que conhecia a letra de todas as músicas.

3. Atreva-se – especialmente quando ninguém o faz

Digamos que você e algumas pessoas estejam esperando no elevador de um prédio comercial. Três deles estão funcionando, e o quarto está fora de serviço. Embora não haja nenhum sinal de ‘manutenção’, ninguém tenta chamar o elevador desativado. De repente, outra pessoa aparece, espera um pouco e depois chamar o quarto elevador, apenas por precaução. Você pode apostar dinheiro que essa última pessoa é russa!

Os russos não têm medo de passar ridículo. O sujeito acima notou que havia mais gente esperando. Mas e daí? E se aquele elevador já estiver funcionando? E se todo mundo estiver errado? Os russos sempre se atrevem. Mesmo que isso signifique tentar algo que ninguém mais fez. Mesmo que pudesse ser perigoso ou fatal, os russos sempre se atrevem. E é assim que eles conseguem – isto é, quando eles não falham.

4. Fizeram piada contigo? Retribua com piadas

Como as palavras são muito importantes, as batalhas de palavras sempre foram respeitadas na Rússia. Entre os russos, responder a piadas é um sinal de poder. Especialmente se responder à humilhação e ofensa de modo igualmente – ou mais – humilhante e ofensivo. A engenhosidade da conversa é respeitada, e o raciocínio rápido pode transformar uma discussão acalorada em uma mera troca de provocações.

Na cultura popular das prisões russas, há uma infinidade de zoeiras para as quais é preciso saber a resposta – se quiser provar sua dignidade. Eis um exemplo inofensivo: alguém lhe dá uma vassoura e diz: “Toque algo neste violão”. Para vencer o argumento, basta devolvê-la, dizendo: “Você poderia ajustá-lo, está desafinado?”.

5. Critique os russos

Qual o sentido de criticar seu próprio país e povo?

O motivo subliminar para isso é semelhante ao de um explorador polar ou de um alpinista delirante sobre as dificuldades de suas jornadas: “Veja como está tudo ruim, os perigos são grandes, os suprimentos são baixos, não dá para confiar nas pessoas, mas estou administrando isso tudo como um profissional”.

6. Cometa sincericídio

Os russos têm fixação por sinceridade. Ser sincero (ou fazer os outros acreditarem que você é sincero) é considerado uma das mais altas virtudes. Bem, na maioria das culturas – mas, para os russos, é crucial que a pessoa se comporte de acordo com seus sentimentos e seja franca.

Se você está se sentindo mal, sente-se assim por algum motivo (doença na família, dificuldades financeiras, má sorte e etc.). Então é melhor você ficar naturalmente triste ou melancólico. Caso contrário, seus colegas suspeitarão que você está escondendo algo ou mentindo. Por outro lado, para estar feliz ou achar graça, é preciso ter motivo. “Rir sem razão é um sinal de imbecilidade”, costumavam dizer os russos. É por isso também que todo mundo pensa que os russos não sorriem.

7. Procure uma razão para tudo

Os russos não gostam de complexidade. Paradoxalmente, essa é a razão pela qual eles são tão bons em resolver enigmas, em lidar com programação ou criar estruturas burocráticas complexas. Os russos querem saber o motivo de tudo. “Sem uma razão, nem mesmo um corvo voa”, dizem eles.

Em uma instituição civil ou empresa comercial russa, é melhor ter um motivo consistente para não concluir o trabalho a tempo ou chegar atrasado. Um funcionário que está atrasado, mas está pronto para explicar seus motivos, pode se disso. Mas manter a boca fechada por vergonha nem tentar desculpas, NÃO: “Que pena, você nem consegue se defender, não gostamos de pessoas fracas em nossa empresa...”.

8. Espere até o último segundo

Bo Andersson, o primeiro CEO não russo da fábrica de automóveis VAZ (entre 2013 e 2016), disse, certa vez: “Eu amo os russos porque o que na Europa leva uma semana, levaria apenas um dia na Rússia. E se você der o prazo de uma semana para um russo, ele fará tudo no último dia, de qualquer maneira”.

Andersson não se adaptou a todos os hábitos russos: sua permanência na VAZ foi curta e sem sucesso. Mas, mesmo assim, ele acertou: os russos fazem tudo na última hora. O motivo? As ordens podem mudar ou ser canceladas; portanto, aguardando até o último momento, você simplesmente se poupa de trabalho desnecessário. Os russos preferem se preparar e fazer tudo rápido, em vez de gastar tempo e dividir as tarefas em partes iguais. Um dos heróis arquetípicos nacionais é Iliá Muromets, um bogatyr que fez todos seus feitos famosos depois de ficar deitado sobre um fogão por 33 anos.

Um estudo recente mostrou que os russos trabalham mais às noites e aos fins de semana do que os europeus. Infelizmente, a única desvantagem é a qualidade. Você pode fazer tudo rápido; já a qualidade...basta olhar para os carros VAZ (Lada).

9. Lute pela grandeza

É verdade – não se pode fazer tudo com perfeição e rapidez. Mas isso não significa que você não pode batalhar por isso. Uma das partes importantes do sonho russo é a grandeza, não importa o quê. Esse é o espírito que faz os russos quererem ousar (ver item 3), violar as regras, cruzar a linha do desconhecido e inventar carros de 8 rodas. Faça algo que ninguém nunca fez, ou fique velho tentando.

Mas e aqueles russos que parecem apodrecer no sofá? Há pessoas assim em todos os países, não? Sim. Mas um russo nessa situação diria: “Pera lá. Tenho ótimos planos. Iliá Muromets também começou assim”. E dá para discordar?

10. Beba chá o tempo todo

Por último, mas não menos importante: basta tomar chá o tempo inteiro. Muitos acreditam que esse é o verdadeiro segredo para ser russo.

LEIA TAMBÉM: Um russo me convidou para visitá-lo. O que me aguarda?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies