Drones de segurança protegerão o museu mais famoso da Rússia

Hermitage está mais seguro que nunca com objetos voadores não tripulados fornecidos por universidade.

Hermitage está mais seguro que nunca com objetos voadores não tripulados fornecidos por universidade.

Getty Images
Museu Hermitage, em São Petersburgo, abriga mais de três milhões de obras de arte, muitas delas valiosíssimas.

O Museu Hermitage assinou um acordo com a Universidade de Aviação Civil de São Petersburgo para o fornecimento de drones de alta tecnologia à instituição, que abriga mais de três milhões de obras de arte – muitas delas, valiosíssimas.

O quadro de funcionários usará os drones para monitorar a instituição a partir do céu, evitando qualquer tentativa de invectiva ao museu.

O Hermitage figura entre os maiores museus do mundo e foi votado como melhor museu europeu em enquete do TripAdvisor.

Ele foi fundado em 1764 - quando a imperatriz Catarina, a Grande, adquiriu uma enorme coleção de pinturas do marchand Johann Ernst Gotzkowsky -, e está aberto ao público desde 1852.

Entre suas coleções, há antiguidades egípcias, clássicas, arte pré-histórica, joias e arte decorativa, assim como arte da Renascença italiana, belas artes italianas e espanholas, arte da Era de Ouro holandesa e barroco flamengo, belas artes alemãs, suíças, britânicas e francesas, arte russa, coleções de arte francesa neoclássica, impressionista e pós-impressionista, entre outras.

Conheça aqui outros guardiões dos tesouros do Hermitage... Mas nem adianta vir com "chanin" para cima deles!

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies