Hermitage é o melhor museu na Europa, segundo TripAdvisor

Museu na capital cultural da Rússia atrai 2,5 milhões de visitantes ao ano

Museu na capital cultural da Rússia atrai 2,5 milhões de visitantes ao ano

Reuters
Atração turística figura em 3º lugar na classificação mundial e é considerada “uma das principais razões para visitar a Rússia e São Petersburgo”.

O Museu Hermitage, em São Petersburgo, foi mais uma vez votado como o melhor museu na Europa, de acordo com usuários do portal TripAdvisor.

Na classificação geral, porém, o ponto turístico ficou em terceiro lugar.

“O Museu Hermitage repetiu o sucesso de 2014 e tornou-se não só o melhor museu na Rússia e na Europa, mas também um dos três líderes mundiais”, lê-se em nota no site.

Segundo o portal, os vencedores foram escolhidos por um algoritmo especial que avaliou a quantidade e a qualidade dos comentários e rankings dos museus em diversos países com base em informações recolhidas nos últimos 12 meses. 

Entre os comentários de estrangeiros, destaca-se o fato de o Hermitage ser “uma das principais razões para visitar a Rússia e São Petersburgo”.

A lista global é encabeçada pelo Metropolitan Museum de Nova York,  seguido pelo Art Institute of Chicago, ambos localizados nos EUA.

Eclipse cultural

O Hermitage, que surgiu como um enorme complexo residencial para os tares russos, foi construído na segunda metade do século 18 por um decreto da imperatriz Elisabeth, a filha de Piotr, o Grande.

Como o objetivo da construção era eclipsar todos os palácios reais da Europa, mármore e pedras preciosas e semipreciosas não foram poupadas em seus interiores.

Com o tempo, o Hermitage passou a abrigar coleções de arte, tanto da realeza como particulares, que chegavam de todos os cantos da Rússia.

Após a revolução de 1917, o Palácio de Inverno deu espaço a um novo museu público que apresentava o patrimônio cultural do mundo desde os tempos remotos até o primeiro trimestre do século 20.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.