As 8 bibliotecas mais bonitas da Rússia (FOTOS)

Evguêni Odinokov/Sputnik
O povo russo é o que mais lê no mundo, de acordo com pesquisas. Por isso, nem é preciso dizer que o vasto território do país tem muitas bibliotecas, tanto antigas quanto modernas e ‘hype’.
  1. Biblioteca Estatal Lênin, em Moscou

A “Lêninka”, como os moscovitas a chamam, é a maior e mais conhecida biblioteca da Rússia. Seu acervo tem nada mais, nada menos que 47 milhões de itens! Exemplares de tudo o que é impresso no país estão armazenados lá.

Parte da coleção fica armazenada na mansão Dom Pachkov, mas o principal depósito de livros fica localizado em um prédio vizinho, que data do período soviético.

As salas de leitura da biblioteca gozam de extrema popularidade. Ali, pode-se encontrar uma grande variedade de leitores, de jovens estudantes a professores conceituados, e os abajures verdes de mesa já viraram marca registrada da biblioteca!

Confira mais fotos da Leninka aqui.

  1. Biblioteca e Sala de Leitura Turguêniev, em Moscou

Enquanto a Lêninka sempre foi destino de pesquisadores e estudantes, e exige idade mínima de 18 anos para entrada, a “Turguênevka” foi a primeira sala de leitura da cidade aberta ao público geral e gratuita. Ela foi inaugurada em 1885, em homenagem ao escritor russo Ivan Turguênev, e com patrocínio da filantropa Varvára Morôzova.

Na década de 1990, a biblioteca mudou-se para uma antiga mansão do século 19 que foi classificada como patrimônio arquitetônico. Dentro dela, foi preservada uma fachada ainda mais antiga, que remonta aos séculos 16 e 17, e pode ser avistada diretamente da sala de leitura. A biblioteca também tem uma sala de estar luxuosa onde são realizadas noites literárias.

  1. Biblioteca Nacional da Rússia, em São Petersburgo

De acordo com as verdadeiras traças russas, uma biblioteca ideal tem estantes infinitas que alcançam os céus e escadas para deslizar por estantes e mais estantes de livros (como no filme “A Bela e a Fera”). 

Bem... A Biblioteca Nacional de São Petersburgo é exatamente assim!

  1. "Capela dos Livros" gótica, em São Petersburgo

Esta biblioteca foi inaugurada recentemente, em 2016, e se parece com a escola de magia de Hogwarts. A Capela dos Livros tem uma coleção de mais de 5.000 cópias feitas à mão de livros raros que datam dos séculos 16 a 19. Ao contrário de outras bibliotecas, muitos dos livros estão à venda ali.

Mas a entrada não é gratuita: uma visita de duas horas custa 4.000 rublos (R$ 300) e, se você ficar por quatro horas, terá que pagar 7.000 rublos (R$ 520). O ingresso inclui uma visita guiada, bebidas e um consultor de edições pessoal.

  1. Biblioteca Gógol, em São Petersburgo

Esta biblioteca é a meca dos jovens criativos e seu design e instalações seguem as últimas tendências. Há ali um grande acervo de documentos multimídia, além de um acervo de músicas e filmes que podem ser acessados e reproduzidos no local.

Ao contrário das bibliotecas acadêmicas tradicionais, o lugar é mobiliado com sofás confortáveis ​​e atraentes e equipado com áreas de lazer, além de cabines especiais de teleconferência. Existem também instalações na biblioteca para jogos de tabuleiro e de videogame.

  1. Biblioteca Científica Lobatchevski, em Kazan

A biblioteca foi fundada em 1804, na mesma época da Universidade de Kazan, uma das primeiras e mais prestigiadas da Rússia (Lev Tolstói e Vladímir Lênin estiveram entre seus alunos).

A biblioteca foi batizada em homenagem ao matemático russo de mesmo nome. Ele foi reitor da universidade por muitos anos e, ao mesmo tempo, gerenciava a biblioteca, ampliando seu acervo de livros. Ele também realizou um enorme trabalho de catalogação e conseguiu garantir a construção de um prédio separado para a biblioteca o. A biblioteca fica localizada ali até hoje!

  1. Biblioteca Científica Vernadski, na Universidade Federal da Crimeia

A biblioteca foi fundada em 1918, na mesma época da Universidade Tavrida - o primeiro estabelecimento de ensino superior da Crimeia, que hoje faz parte da Universidade Federal da Crimeia. O acervo da biblioteca atualmente tem 3 milhões de itens.

Uma das melhores salas ali é o Museu de Livros Raros da biblioteca, onde são exibidos os livros mais raros do estabelecimento. Eles incluem manuscritos do século 15, como compilações de leis e decretos eclesiásticos e imperiais.

8. Biblioteca Alvar Aalto, em Víborg

O prédio modernista onde está instalada esta biblioteca é obra do arquiteto “cult” finlandês Alvar Aalto, e data da década de 1930. Ele tem um design fora do comum, com ênfase em materiais naturais e na conexão com a natureza.

A sala de conferências, por exemplo, tem janelas panorâmicas que nos dão a impressão de estar dentro de um parque e, na sala de leitura, há uma solução interessante de iluminação: as janelas foram instaladas diretamente no teto e os leitores são iluminados pela luz solar dessas claraboias.

VEJA TAMBÉM: Fotos revelam interior das icônicas Sete Irmãs de Moscou

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies