Museus, mirantes e internet: o seu guia para curtir Moscou de graça

Sergei Fadeichev/TASS
Reunimos uma lista das melhores maneiras de gastar tempo, mas não dinheiro.

Museus e galerias. Toda terceira semana do mês, dezenas de museus estatais em Moscou oferecem entrada gratuita para os visitantes. Ao longo desta semana, cada um tem seu próprio dia gratuito: terça, por exemplo, no Museu de Arte Moderna de Moscou e no Museu de Arte Multimídia e Museu de História Gulag.

Tsaritsyno

Independentemente do dia da semana, várias igrejas e mosteiros de Moscou são de acesso livre, incluindo a Catedral de Cristo Salvador, o Mosteiro de Donskoi e o Convento Novodevichy. Outra grande atração na capital com entrada gratuita é o Mausoléu de Lênin (veja aqui para mais detalhes), assim como os diversos parques de Moscou, entre eles, o Tsaritsino e o Kuskovo, e o medieval Kolomenskoe. Fora isso, todos os museus e exposições no território do recém-restaurado VDNKh são gratuitos até o final de 2020, em homenagem ao 80º aniversário do complexo de exposições.

Winzavod

Para quem curte arte contemporânea, por exemplo, os centros Winzavod e CUBE têm cerca de uma dúzia de galerias cada.

Plataformas de observação. Com sua vista panorâmica de Moscou, a Colina das Andorinhas é o ponto de observação gratuito mais popular da cidade (estação de metrô Vorobyovy Gory). Perto há outro ponto, que poucos turistas conhecem – a plataforma de observação da Academia Russa de Ciências. A 60 metros de altura, é possível observar os arranha-céus da zona empresarial Moscow City, o edifício da Universidade Estatal de Moscou, a Catedral de Cristo Salvador, as torres do Kremlin e mais. Fica a aproximadamente 700 metros da estação de metrô Leninsky Prospekt.

noramic view of central Moscow and Luzhniki Stadium from Sparrow Hills

Música e dança.Todo último domingo do mês, às 15h00, a Igreja Central de Cristãos-Batistas Evangélicos de Moscou realiza shows gratuitos de música clássica: Bach, Mozart, Handel, Tchaikóvski. Mas chegue cedo, porque costuma lotar.

No verão, também é possível dançar gratuitamente ao ar livre no parque Górki.

Para os amantes de ritmos latino-americanos, o ponto de encontro tradicional é no aterro próximo à ponte Andreevsky; já para os dançarinos de salão, é o Pushkinskaya Naberezhnaya (aterro de Púchkin).

Os visitantes também pode, passar a noite curtindo um dos clubes de Moscou: o veterano Propaganda  (techno/house); o Tema Bar (pop/rock), onde você pode até rebolar sobre o balcão do bar; o  LOOK IN ROOMS (pop), na turística rua Tverskaya; e Jagger Bar(rock/rock clássico). A entrada para todos é gratuita.

Principais festivais.Em 2018, Moscou recebeu o prestigioso prêmio internacional IFEA World Festival & Event City por seus eventos públicos gratuitos. Além de ocasiões únicas, há os feriados anuais, como o Dia da Rússia, em 12 de junho, e o festival Moscow Time (concertos, shows, e master classes por toda a cidade); e em junho acontece um festival do livro na Praça Vermelha.

No primeiro sábado de outono, a capital russa celebra o Dia da Cidade de Moscou, com shows, diversão e fogos de artifício em várias partes da cidade. E no final de setembro, há o tradicional festival internacional Circle of Light, no qual designers de luz de todo o mundo usam projeções, instalações e pirotecnia para transformar a cidade em uma bola de experimentação luminescente.

Antes da Quaresma (geralmente no final de fevereiro, dependendo do calendário) acontece também a Máslenitsa (Entrudo) – uma celebração eslava do final do inverno cheia de costumes populares, sendo a principal delas a fabricação de panquecas. Máslenitsa é um festival que dura uma semana e os shows mais deslumbrantes são realizados na Praça Manezhnaya, em frente ao Museu Histórico do Estado.

Internet.Não há nada mais fácil em Moscou do que encontrar sinal gratuito de Internet – seja no metrô, ônibus, bondes, trens, parques, cafés, restaurantes e até mesmo na rua. Veja aqui o nosso guia sobre como se conectar.

LEIA TAMBÉM: Quanto Stálin cobra por foto? Sósias de soviéticos e tsares disputam espaço na Praça Vermelha

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies