Kurabie, os biscoitos de flores do Oriente Médio que viraram soviéticos (RECEITA)

Victoria Drey
Confeiteiros russos adaptaram uma receita antiga do Oriente Médio para fazer a massa quebrada mais acessível do país.

Reza a lenda que a receita para os biscoitos kurabie foi desenvolvida pelo servo de um sultão persa há muito tempo no antigo Oriente Médio. Então, o nome "kurabie" viria, provavelmente, de uma palavra turca ou árabe que significava "biscoito exótico". Existem muitas variações de biscoitos kurabie quanto à forma, mas a de flor deve ser a mais icônica.

O autêntico kurabie oriental era um tipo de delícia cara: era feito de massa com muitas especiarias, como canela, cravo, baunilha natural e açafrão. Para tornar a produção mais barata, os confeiteiros soviéticos eliminaram os ingredientes caros e adicionaram açúcar com baunilha, mais barato, para render sabor.

O biscoito tornou-se tão popular que os confeiteiros desenvolveram uma receita aprovada pelo controle de qualidade do Estado, conhecido pela sigla GOST, e deram aos biscoitos o nome de "Baku kurabie", já que os ingredientes e a forma eram próximos da receita tradicional do Azerbaijão.

Hoje, o kurabie é vendido em muitas padarias e, literalmente, em todos os mercados da Rússia. Ainda assim, muita gente adora fazê-lo em casa, e esta é uma das receitas de biscoitos mais rápidas: só são necessários alguns ingredientes básicos para fazer a massa quebrada e geleia de frutas ou bagas para o recheio.

Ingredientes:

140 g de farinha de trigo;

40 g de açúcar em pó;

1 clara de ovo;

90 g de manteiga;

1 colher de chá de essência de baunilha;

1/3 de colher de chá de fermento em pó;

Uma pitada de sal;

3 ou mais colheres de sopa de geleia de frutas ou de bagas para o recheio.

Modo de preparo:

  1. Com uma batedeira ou um batedor de mão, bata, em uma tigela grande, a manteiga amolecida com açúcar em pó, a essência de baunilha e a pitada de sal até que a mistura fique macia e homogênea.

2. Em seguida, adicione uma clara de ovo e bata em alta velocidade por três a cinco minutos, até que a mistura esteja homogênea e aerada.

3. Em seguida, adicione a farinha peneirada com o fermento e amasse: ela fica parecida com uma massa quebrada, bem maleável e não muito dura, para ser colocada no saco de confeitar. Se você achar que a massa ficou dura grossa demais para ser usada no saco, adicione uma colher de sopa de leite e misture até obter uma consistência mais leve.

4. Transfira a massa para o saco de confeitar com bico de “estrela” ou de “flor” e comece a confeccionar os biscoitos em uma assadeira forrada com papel manteiga. Faça um pequeno buraco no centro de cada biscoito com o dedo.

5. Para o recheio, use qualquer geleia grossa, caramelo ou doce de leite – eu gosto de usar geleia de damasco. Coloque o recheio em um saco de confeitar e encha as cavidades abertas com o dedo na massa até a metade - o restante será adicionado após o biscoito estar assado.

6. Asse a 220 graus Celsius por 10 a 12 minutos. Certifique-se de não deixar os biscoitos secarem demais – para tanto, tire-os do forno quando notar que as bordas das “flores” estiverem levemente douradas.

7. Enquanto o kurabie ainda estiver quente, preencha as cavidades com o restante da geleia e deixe os biscoitos esfriarem completamente antes de comer. Priátnogo appetíta!

LEIA TAMBÉM: Pavlova, o merengue russo inspirado no balé

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies