10 pratos russos para completar sua dieta low carb

Com essas opções saudáveis, não se preocupe com carboidratos e açúcar.

A culinária russa é repleta de fibras e gorduras saudáveis para ajudar as pessoas durante os longos meses de inverno sem perder vitaminas. E não há blíni nesta lista.

LEIA TAMBÉM Quem são os biohackers russos que querem viver para sempre?

Kholodets

Este é um dos pratos mais esquisitos do país: uma espécie de gelatina de carne com caldo. Para muitos, gelatina é só sobremesa, mas esse não é o caso dos kholodets. Além de carne (geralmente de porco) e caldo, o principal ingrediente é a gelatina. Muitos russos acreditam que comê-lo ajuda a fortalecer os ossos e previne distensões.

Caviar

Caviar vermelho e preto são bem-vindos em qualquer refeição russa. É rico em vitaminas D e E e iodo, e combina perfeitamente com manteiga e ovos. Em alguns países, ovos recheados com caviar e manteiga são chamados de “russos”.

Pimentão recheado

Na autêntica receita soviética, os pimentões devem ser recheados não só com carne moída (suína e bovina), mas também com arroz. A carne casa perfeitamente com os legumes quando todos os ingredientes são assados. É melhor usar pimentão verde.

Solianka na panela

Bigus, um prato russo com raízes polonesas, é feito de repolho fresco ou chucrute com salsichas. Alguns russos o chamam de “solianka (tradicional sopa picante com linguiça defumada) na panela". 

Tvorog 18%

Na interminável lista de produtos lácteos russos, o tvorog (uma espécie de queijo cottage) é provavelmente o mais popular. Normalmente, é possível achá-lo apenas em mercados russos, onde é feito sem açúcar, sal ou qualquer outro ingrediente. Para quem gosta de laticínios, vale a pena provar o tvorog com 18% de gordura.

Sopa de repolho

Uma das mais famosas e simples sopas russas, schi é uma ótima ideia para qualquer fã de dietas low carb. Há muitos tipos dessa sopa: com repolho, carne, legumes e etc. Tente cozinhar schi com repolho verde, ou fermentado (tipo chucrute), ambos com e sem carne. Algumas pessoas acrescentam tomates ou preparam a sopa com peixe.

Conservas

Alimentos em conserva e fermentados são a base da cozinha russa. Desde os tempos remotos, os russos fazem pepinos, repolho, cogumelos e alho em conserva para o inverno. O processo de fermentação permite que os alimentos sejam mantidos por um longo período, resguardando os seus nutrientes. Hoje, muitos nutricionistas admitem que os alimentos probióticos melhoram a digestão e aumentam a imunidade.

Cogumelos com creme azedo

Gosta de cogumelos e smetana (sour cream)? Ótimo, porque essa é uma combinação perfeita de baixo carboidrato, especialmente cogumelos silvestres colhidos no bosque mais próximo e cozidos com cebola e manteiga. 

Charutinho desconstruído

Um pouco de repolho, carne moída e purê de tomate – e isso é tudo. A versão original de golubtsi (literalmente “pombos” em russo) inclui arroz e leva tempo para embrulhar o recheio nos charutinhos de repolho. Nessa opção preguiçosa, porém, basta fritar carne e refogar legumes na panela e adicionar purê de tomate no final. 

Carne a la “francesa”

Os russos costumam discutir qual molho é mais saboroso – smetana ou maionese? Este último triunfa em número de receitas. Carne de porco (ou bovina) sob maionese e queijo ralado não tem nada a ver com a França, mas o prato é conhecido na Rússia com esse nome. Algumas receitas incluem batatas (mas também fica bom sem elas).

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies