Inspirados no maior comandante da Rússia, biscoitos amanteigados Suvorov são explosão de sabor

Victoria Drey
Esta pode ser a receita de biscoito mais fácil que você já testou, mas requer força.

O livro de receitas da minha avó é um verdadeiro tesouro de doces nostálgicos da URSS. Enquanto virava as páginas do capítulo com receitas de biscoitos amanteigados, um me chamou imediatamente a atenção: os “biscoitos Suvorov”.

Aleksandr Suvorov (1730-1800) foi um dos maiores líderes militares da Rússia, não tendo perdido uma batalha sequer – motivo pelo qual seu nome ainda é fonte de orgulho na história militar russa. Mas o que ele poderia ter em comum com biscoitos? Ninguém sabe com certeza quando e quem surgiu primeiro com a receita dos biscoitos Suvorov, mas há uma lenda interessante sobre a sua origem propagada pelo principal historiador da culinária russa, William Pokhlebkin.

Segundo ele, os confeiteiros franceses ficaram tão inspirados com a personalidade de Suvorov que criaram uma receita com certa cadência militar: 100, 200, 300! Mexa, sove, coloque na forma, e asse! Basicamente, fizeram com que a quantidade de ingredientes fosse fácil de lembrar – 100g de açúcar, 200g de manteiga e 300g de farinha. Ao simplesmente misturarem tudo isso, criaram a clássica massa de biscoitos.

VEJA TAMBÉM 7 pratos com nomes que homenageiam russos 

Outra característica dos “Suvorov” é que se deve usar toda a força nas mãos para sovar a massa. A consistência inicial é arenosa, de modo que é preciso se esforçar para deixar a massa lisa – caso contrário, pode quebrar toda.

Os confeiteiros soviéticos levaram os biscoitos Suvorov tão a sério que até criaram uma receita oficial com Padrão de Estado (GOST). A receita soviética, porém, difere um pouco da versão de Pokhlebkin, porque, como já dito, tem proporções arredondadas, embora leve quase todos os mesmos ingredientes e exija basicamente o mesmo preparo.

VEJA TAMBÉM 10 doces que toda criança soviética adorava 

A receita é bem simples – são necessários apenas 20 minutos para fazer esses biscoitos amanteigados, que ficam perfeitos com uma xícara de chá.

Ingredientes para a massa:

300g de farinha de trigo

200g de manteiga (temperatura ambiente)

100 g de açúcar refinado

2 claras de ovo

Pitada de sal

Pitada de açúcar ou extrato de baunilha

Ingredientes para o recheio:

Doce de leite ou geleia de qualquer sabor

100g de chocolate meio amargo

Modo de Preparo:

Bata a manteiga em uma batedeira até obter um creme macio e esbranquiçado. Adicione o açúcar com uma pitada de sal e baunilha e continue mexendo. Quando a mistura ficar mais arejada, acrescente a clara de ovo, e misture tudo.

Para finalizar a massa, adicione a farinha de uma só vez, mexendo cuidadosamente com uma espátula. Quando a farinha estiver incorporada, sove a massa, que deverá ser firme e grossa. É possível fazer isso com as mãos, mas o ideal é usar aquele gancho especial presente nas batedeiras mais modernas.

Coloque a massa em um saco de confeiteiro com um bico grande tipo estrela. Faça tiras retas e em S sobre uma assadeira coberta com papel manteiga.

Asse a 210° C por 10 a 12 minutos, até que as bordas dos biscoitos fiquem douradas. Certifique-se de não assar demais: ao sair do forno, os biscoitos devem estar levemente macios por dentro, e firmes e crocantes quando esfriarem por completo.

Os biscoitos podem ser assim simples, ou mais rebuscados. Para o recheio, use geleia de qualquer fruta, creme amanteigado ou doce de leite caseiro. Espalhe o recheio sobre a metade de um biscoito e cubra-o com outro biscoito de tamanho parecido.

Para a cobertura, derreta o chocolate amargo em banho-maria. Acrescente 1 ou 2 colheres de sopa de leite morno, se preferir.

Mergulhe metade de cada biscoito em chocolate derretido e deixe esfriar. Saboreie seus biscoitos Suvorov com uma xícara de chá ou um copo de leite frio.

Priátnogo appetita!

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies