10 comidas francesas que os russos não entendem

Legion Media
Queijos azuis e ostras são alguns dos itens pouco apreciados na Rússia.

Muitas pessoas são fascinadas pela culinária francesa, particularmente por sua apresentação elegante – mas outras temem que consumi-las resulte em indigestão.

Russia Beyond conversou alguns russos que compartilharam suas primeiras e possivelmente últimas experiências com comida tradicional francesa.

1. Baguete 

Os russos geralmente preferem aquele pão branco barato que dura uma semana, ou, talvez, um pão marrom escuro tipo o de Borodinsky, aromatizado com sementes de coentro. Mas o que pode ser feito com baguetes francesas?

“Não cabe em uma bolsa normal e muitas vezes se destaca de tal forma que as pessoas acham que você é um francófono. Sua crosta corta as gengivas, é impossível terminar e acaba mofando em algum canto da cozinha”, reclama Vsevolod.

Outros têm problema até mesmo com as baguetes frescas e quentinhas: “Não dá para cortá-las normalmente, porque a crosta sempre se rompe, a parte externa fica ruim e é impossível espalhar qualquer coisa por cima”, reclama Ekaterina.

2. Croissant

Os turistas russos na França normalmente associam croissants ao café da manhã francês, mas mesmo assim ainda têm certas restrições.

“Há migalhas por todos os lados quando se come um croissant”, diz Gueôrgui.

“De um modo geral, a tradição do café da manhã francês é bastante estranha”, argumenta Victoria. “As pessoas se levantam ao raiar do dia para encher seus rostos com uma bomba doce quando ainda estão quase dormindo.”

3. Ostras

As ostras são iguarias apreciadas mundo afora e frequentemente exibidas em filmes e livros. De fato, alguns russos gostariam que elas permanecessem nas obras de ficção.

“A primeira vez que experimentei ostras foi com meus amigos franceses em Lille em 1999”, lembra Oleg. “Era época de Natal, e eles prepararam uma ceia especial com frutos do mar: um prato enorme com lagostas, camarões, mexilhões e, é claro, ostras. Eu tinha lido sobre ostras apenas nos romances russos, e essa era a primeira vez que as comi. Lembro-me de ter gosto de muco misturado com água do mar. Nem mesmo a champanhe podia me livrar daquela gosto horrível. Uma menina russa que conheço encharcou as ostras com suco de limão, mas quando percebeu as convulsões mortais do molusco, ela começou a chorar e foi embora, quiçá para sempre”, continua.

4. Escargot

Agora é possível comprar caracóis (escargot) congelados em molho burgundy em quase qualquer supermercado, mas os russos os detestam tanto quanto as ostras.

“Tenho medo de caracóis", confessa Anna. “Eu só experimentei uma vez, e, provavelmente, jamais vou comer de novo. A textura é muito viscosa e não é algo que eu considero comestível. Aliás, por que nós os comemos? A culinária francesa tem tantos pratos deliciosos, mas os caracóis, definitivamente, não são meu favorito”.

5. Sopa de cebola

Cebola, à parte; croutons, à parte também! Esta é provavelmente a opinião da maioria dos russos, mas e quando eles estão misturados em uma sopa?

“Eu não suporto sopa de cebola”, diz Alevtina. “Eu sempre gostei de cebolas cozidas e fritas, então, decidi experimentar essa sopa há alguns anos, quando visitei o sul da França. Infelizmente, fiquei decepcionado. Não consegui terminar a sopa, e o cheiro – bom, essa é uma história triste à parte”, acrescenta.

6. Andouillette

Na Rússia não faltam receitas com chouriço de sangue, mas nem todo mundo gosta.

“Eu experimentei andouillette em Lyon, a capital gastronômica da França. Fomos a um restaurante conhecido por suas suculentas entranhas”, conta Anna. “Pensei que eu sabia o que esperar, mas logo percebi que estava errada. Levarei minhas experiências com cozinha francesa para sempre. Ostras, pombos, caracóis, croissants às 6 da manhã, bolo de Páscoa, molho holandês – sim, por favor! Andouillette? Não, merci.”

7. Foie Gras

Para algumas pessoas, o foie gras é uma iguaria com sabor único e aroma sutil. Para outros, é simplesmente um lembrete do tratamento cruel de gansos e patos.

“Eu provei foie gras uma vez. Nunca devemos machucar os animais”, diz Gleb.

8. Quiche Lorraine

A tortinha aberta feita com creme de leite, ovos, leite, queijo e bacon pode ser encontrada na maioria das padarias, mas seu sabor muitas vezes confunde os russos.

“Certa vez experimentei uma quiche terrível em uma padaria de Moscou, e parecia mais uma omelete em estilo soviético”, lembra Aleksandra. “Por que os franceses gostam disso? Sinceramente, é melhor comer rasstegai (tortinhas russas).”

9. Tartar

Você sabia que os russos comem carne crua? Por exemplo, stroganina é carne de cervo congelada fatiada bem fininha e servida com vodca. Mas os russos preparam em casa ou comem em restaurantes confiáveis para evitar intoxicação alimentar.

“Certo tempo atrás, quando mal conseguia falar francês, pedi acidentalmente uma pizza de tartar na França. Estou falando de uma pizza coberta com carne moída crua e ovo cru. Nós simplesmente não conseguíamos comer, o que foi uma pena, porque éramos estudante falidos. Hoje em dia, eu amo tartar de carne, mas nunca mais vou chegar perto de uma pizza de tartar”, afirma Anna.

10. Queijos Azuis

Embora os russos possam não estar familiarizados com tartar, eles sabem exatamente que tipo de queijo comprar – deve ser amarelo e ter buracos.

“A menos que você esteja morrendo de fome, por que comer queijo mofado? Eu produzo ‘Roquefort’ depois de todas as férias, caso esqueça o queijo na geladeira”, brinca Elena. “É fotogênico, e dá para postar nas redes sociais.”

Concorda com os russos? Conheça então 7 pratos deliciosos da Rússia que também são de revirar o estômago

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies