Limonnik, do verão de Moscou para sua mesa

Daria Sokolova
Doce levemente azedo agradará tanto os formiguinhas como os amantes de sobremesas não muito açucaradas. O protagonista aqui é um limão esmagado, com casca e açúcar.

A torta de limão russa é uma sobremesa que satisfaz o gosto de quem aprecia doces incomuns. A principal peculiaridade da limonnik é sua delicada acidez. Muitas pessoas não gostam nada excessivamente doce e preferem um leve sabor cítrico. Além disso, a torta é refrescante em meio ao calor do verão no país.

Por que limonnik é uma sobremesa russa?

Bolos, tortas e doces de limão são populares em todo o mundo, e cada região tem suas próprias receitas e segredos locais.

Os limões apareceram na Rússia no século 15, quando os comerciantes os trouxeram do Oriente. Durante o governo de Pedro, o Grande, os russos começaram a cultivar limoeiros, seguidos por árvores de laranjas e tangerinas. Na época, os limões eram usados ​​para fins médicos – como curar artrite, febres e tosse, os russos deram início ao costume de colocar uma fatia de limão no chá. No século 19, limões e cascas de limão passaram a ser acrescentados a receitas e mencionados em livros de culinária.

A limonnik é uma torta de massa quebrada, sem ovos, e por isso se adapta aos vegetarianos. A massa quase sem açúcar cai bem com o recheio azedinho de limão.

Ingredientes para a massa: 

200 g de manteiga

3 xícaras de farinha integral ou de trigo

3 a 4 xícaras de água

1 colher de sopa de levedura seca

1 colher de chá de açúcar (branco ou mascavo)

Uma pitada de sal

1 colher de chá de amido de milho

Esta quantidade de massa irá render uma torta de 26 cm de diâmetro.

Ingredientes para o recheio:

1 ou 2 limões

1 xícara de açúcar

Modo de preparo

1. Dissolva o açúcar em água à temperatura ambiente e acrescente o fermento. Misture e deixe o fermento por 15 minutos até que comece a espumar. Enquanto isso, comece a preparar a massa.

Adicione a manteiga e a pitada de sal à farinha peneirada. Mexa a manteiga e a farinha até que se formem migalhas. Despeje então a mistura de fermento.

Sove levemente, mas não por muito tempo. Faça uma bola com a massa e, em seguida, coloque-a em uma tigela, cubra com um pano de prato e deixe descansar por 40 minutos. Durante esse tempo, ela deverá dobrar de tamanho.

2. Faça o recheio doce. Ferva o limão por um minuto e então deseje água fria sobre ele. Isso irá tirar o amargor da casca. Fatie a fruta, retire os caroços e bata as fatias em um liquidificador ou processador.

Antes de colocar o recheio na massa, adicione açúcar ao limão e misture. Isso impedirá com que o limão esfrie, e o recheio ficará mais compacto.

3. Enquanto isso, a massa deve estar pronta. Coloque em uma mesa polvilhada com farinha e separe-a em duas partes. A parte inferior será ligeiramente maior que o topo.

Primeiro, abra a parte maior e coloque-a em uma assadeira (não esqueça de colocar papel manteiga para não grudar). Faça as bordas com as mãos e corte a massa que estiver sobrando. 

Em seguida, polvilhe o amido sobre a massa inferior para que ela não permita que a massa absorva o recheio. Com uma colher, coloque o recheio de limão sobre a torta, distribuindo uniformemente sobre a assadeira.

Abra a segunda parte da massa e cubra a torta. Dobre as bordas. Com um garfo, perfure a parte superior da torta para que o vapor possa sair.

4. Leve ao forno a 180ºC por 30 a 35 minutos.

Como a massa tem pouco açúcar, a torta não ficará muito corada. Quando esfriar, corte em quadrados, que podem ser polvilhados com glacê de açúcar. O recheio fica macio, com um sabor levemente amargo, como se fosse uma geleia de limão.

Os restos de massa que sobrarem podem ser usados para fazer pães doces.

Outra receita diretamente do verão de Moscou? Aprenda a fazer esse sorbet que faz sucesso desde a União Soviética.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies