5 razões pelas quais os russos colocam sour cream em TUDO

Legion Media
Estrangeiros que conhecem a Rússia podem considerar três coisas como garantidas: neve, hospitalidade e montanhas de creme de leite azedo em quase tudo.

Como um estrangeiro que vive na Rússia, parece-me que smetana (como o sour cream é chamado no país) é a coisa mais insossa que se poderia acrescentar a qualquer refeição. No entanto, assim como o dill, ou endro, o creme de leite azedo é onipresente na Rússia. Está lá quando você quer apenas um pouco de sopa, e encontra um caminho até suas panquecas – sem falar do estrogonofe autenticamente russo.

É realmente necessário? Via de regra, os russos tendem a entender a desconfiança dos estrangeiros com o excesso de endro no país. Pergunte-lhes sobre smetana, no entanto, e eles imediatamente ficarão na defensiva. Decidi falar com alguns dos defensores mais fervorosos do produto para entender esse fenômeno, e estas são as razões dadas por eles para o amor de todas as coisas servidas com creme azedo:

Incrivelmente fácil de fazer

Embora ninguém saiba exatamente há quanto tempo smetana existe na Rússia, não deve ter levado muito tempo para os russos descobrirem como misturar leite fermentado com iogurte. No mínimo, sabemos que Gógol o consumia regularmente: metade de suas receitas conhecidas levava smetana como ingrediente principal.

Por ser uma comida profundamente enraizada na história do país, é quase que natural para os russos, de acordo com Ksênia, uma russa de 42 anos que vive na Irlanda.

“Eu quase faço creme de leite azedo por força de hábito”, contou ao Russia Beyond.

O sour cream caseiro de Ksênia é uma forma de se lembrar de casa e uma reação ao quão ruim ela acha que o produto é em seu país adotivo. “É só creme de leite misturado com iogurte. Como as pessoas podem errar em outros países? Todas as noites, antes de ir para a cama, deixo a mistura em um pote e já está pronto pela manhã. Isso é tudo – e fica bem melhor do que os que encontrei em mercados daqui.”

Mil e uma utilidades

O creme de leite azedo é mais do que um condimento na Rússia – é um salva-vidas. Literalmente, já que os russos acreditam que funciona como substituto do protetor solar, por ser cheio de vitaminas. “Smetana é um condimento milagroso – é melhor do que todos os outros produtos lácteos por esse motivo”, diz Daniel, de Moscou. “Acelera o processo de cicatrização da pele queimada pelo sol com a mesma eficácia que aloe vera. Parece loucura, mas podem confiar em mim”, continua.

Em sentido figurado, também é um salva-vidas para anfitriões quando há dificuldade de encontrar alimentos de boa qualidade. “A década de 1990 na Rússia foi de tempos magros para mim e para minha família”, diz Ksênia. “Misturar creme de leite azedo ou maionese em um prato era a maneira mais barata de compor uma refeição. É o que faz, na verdade – mascara pratos de qualidade inferior, mantendo o sabor.”

Balanceando sabores

Por ser um país frio povoado por camponeses durante a maior parte da história, a maioria dos russos nunca teve necessidade nem meios de importar especiarias com propriedades antimicrobianas. Basta perguntar aos expatriados em Moscou sobre a dificuldade de encontrar um restaurante indiano decente na cidade.

“Com exceção da culinária Tex-Mex, ninguém realmente coloca sour cream em comida picante. Não cai bem. Fica muito melhor com alho e cebola, nos quais a cozinha russa é rica”, explica o moscovita Guêrman, de 24 anos.

Para Dmítri, de 23 anos, que é um entusiasta de creme azedo, a adição é, na verdade, o último recurso em situações de desespero: “Eu gosto de preparar comida estrangeira em casa, inclusive picantes. Por isso, preciso do meu pote de sour cream na geladeira o tempo todo, só para suavizar a comida, caso fique apimentada demais.”

Enche a barriga

“O creme de leite é um dos alimentos mais fartos que conheço”, explica Sveta, de Sochi. “E combina perfeitamente com a noção de ‘hospitalidade russa’, já que você pode oferecer aos convidados uma das maneiras mais fáceis de garantir que eles não voltarão para casa com fome”, acrescenta a jovem.

As estatísticas parecem dar suporte à teoria de Sveta: uma porção média de 100g de sour cream contém cerca de 20g de gordura, tornando-se o ideal para aquecer os russos no inverno gelado – motivo pelo qual concorre diretamente com a maionese.

“É claro que nós, russos, precisamos de maionese no nosso cotidiano”, diz a moscovita Nadia, de 25 anos. “No entanto, não é nada saudável, então, o creme de leite azedo é uma alternativa decente.”

Para toda e qualquer refeição

Pode-se consumi-lo no café da manhã:

Sirniki
Blíni

No almoço:

Okrochka
Solianka
Borsch

No jantar:

Pêlmeni
O original estrogonofe russo

E até mesmo na sobremesa:

Varêniki

Vai para a Rússia e quer experimentar algumas dessas delícias das fotos acima? Confira aqui os melhores lugares para comer em Moscou gastando apenas 20 reais. 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies