7 sabores de gulodices famosas que você só encontrará na Rússia

Ekaterina Kozhukhova
As grandes empresas de alimentos sempre tentam adaptar seus produtos aos costumes locais, mas você provaria refrigerante de pepino ou pizza de batata?

Batatinha com endro

As batatinhas da Lay chegaram à Rússia em meados dos anos 1990 e, desde 2002, a empresa produziu quitutes em sua fábrica própria na região de Moscou. A Lay está sempre inventando novos sabores no país, como shashlik (carne grelhada tipo churrasco grego), caviar vermelho, pepinos em conserva (os russos adoram tudo em conserva) e até caranguejo (motivo de orgulho para região de Kamtchatka).

Em 2013, a Lay perguntou ao público qual o sabor que os russos gostariam, e a resposta não poderia ser mais óbvia: “Batata com manteiga e dill”. 

Chocolate com semente de girassol

A barrinhas de caramelo e nozes cobertas com uma espessa camada de chocolate

Snickers são vendidas em toda a Rússia. De tempos em tempos, porém, a empresa produz barras de edição limitada com amêndoas, amendoim e avelãs, ou cobertas de chocolate branco...e, na Rússia, até mesmo com sementes de girassol. Quando a última foi lançada nos mercados, os usuários de internet logo brincaram que o sabor estava visando os chamados “gopniks” – que não têm a melhor reputação no país.

Refrigerante de pepino

As marcas de refrigerante lançam cada vez mais sabores diferentes, mas esse é realmente incomum, mesmo para os russos. Em 2017, a Coca-Cola produziu Sprite com sabor pepino exclusivamente para a Rússia. Mas por quê?

“Uma pesquisa mostra que 90% do público-alvo da Sprite acredita que o pepino seja ótimo para matar a sede”, lê-se no site da empresa.

Além de pepino, a Coca-Cola lançou uma edição limitada Fanta morango (“porque o morango é a fruta silvestre mais famosa da Rússia”), Schweppes com Mojito clássico e Fanta tangerina (já que a fruta associada é às celebrações do Ano Novo russo).

Kefir de marca

Os produtos lácteos são extremamente populares na Rússia, sobretudo o kefir (um iogurte leve e ligeiramente alcoólico). Não é à toa, portanto, que haja um Activia sabor kefir nos mercados russos, além dos mais tradicionais.

Beef ‘a la Rus’

Desde que abriu o primeiro McDonald’s em Moscou, em 1990, a rede fast food continua sendo bastante popular na Rússia – e era só uma questão de tempo para surgir um hambúrguer autenticamente “russo” no menu.

Atualmente, a opção só está disponível em certas épocas do ano, embora muitas pessoas peçam para que seja incluído de vez. E o que vai dentro do “bife a la Rus’? Pão de centeio, em vez de trigo, empanado de carne, tomate, cebola frita e molho.

Boxmaster Rus

Um hambúrguer semelhante pode ser encontrado na rede KFC, mas aqui eles vão ainda mais longe e sugerem um menu especial para “semanas russas" incluindo Boxmaster Rus (com cebola, molho e hash brow, que é um bolinho de batata frito), Twister Rus (com picles) e Tower Rus (hambúrguer com um pão de centeio).

Pizza de batata

A rede Domino’s abriu seu primeiro restaurante em Moscou em 1998 e agora tem mais de 100 lojas por todo o país. Além das tradicionais 4 queijos e Diablo, os russos podem encomendar uma especial com batata fatiada, carne, bacon e molho de queijo.

Acha que a coisa não pode ficar ainda pior? Engano seu! Confira também "7 pratos russos (deliciosos) de revirar o estômago". 

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies