Trabalho na URSS pelas lentes de Semion Fridliand

Fotógrafo renomado documentou desde eventos oficiais a cotidiano soviético. Acervo inclui imagens de operários, trabalhadores do campo e artistas em ação.

Semion Fridliand foi um fotógrafo soviético de prestígio. Suas coleções variam de fotos oficiais, que documentam acontecimentos variados, a verdadeiras obras de arte // Trabalho no campo. Foto: Semion Fridliand

Vinte mil fotografias de Fridliand foram descobertas em um arquivo da Universidade de Denver // Pintor em seu ateliê Foto: Semion Fridliand

A Gazeta Russa selecionou fotos de Fridliand que retratam o povo soviético no trabalho: são imagens de operários, trabalhadores do campo e artistas em seus estúdios // Produção de esculturas na URSS. Foto: Semion Fridliand

As fotografias a cores desta coleção foram tiradas entre 1950 e 1958 // Estudantes durante aula prática em Mitchurinsk, a 400 km de Moscou. Foto: Semion Fridliand

As fotos de Fridliand glorificavam o estilo de vida soviético. Contam histórias de trabalhadores, safras recordes, jovens pioneiros e arte soviética. O objetivo era mostrar a todos como o trabalho trazia alegria e felicidade para a sociedade soviética // Fazenda estatal de Karavaevo, nas cercanias do rio Volga. Foto: Semion Fridliand

Em 1931, Fridliand chefiava a Associação Russa de Fotógrafos Proletários, que exaltava a importância de fotografar situações reais // Diretor de fazenda estatal no Tadjiquistão, durante a colheita de algodão. Foto: Semion Fridliand

Fridliand trabalhou para diversas publicações soviéticas, incluindo a revista “SSSR na Stroike” (“URSS em construção”, em tradução livre) e o jornal “Pravda”. No final da década de 1930, passou a dirigir a Associação de Fotojornalistas de Moscou // Retrato de operário na URSS. Foto: Semion Fridliand

Juntas, suas fotos formam uma verdadeira enciclopédia fotográfica da vida soviética // Colheita de rabanete em fazenda estatal nas Ilhas Curilas. Foto: Semion Fridliand

Taxidermista. Foto: Semion Fridliand

Incubadora na cidade de Iujno-Sakhalinsk, no leste da Rússia. Foto: Semion Fridliand

Trabalhadores do campo. Foto: Semion Fridliand

Tecelagem de tapetes em uma escola de Tashkent, capital do Uzbequistão. Foto: Semion Fridliand

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.