O que ingleses carecas, gordura e urso russo têm a ver?

Getty Images
Parece que o "urso russo" originou-se como símbolo devido a um estranho conjunto de circunstâncias – e que as fakes news funcionam desde a Idade Média!

Já avisamos: o urso não é um símbolo da Rússia e nunca o foi oficialmente. O símbolo oficial da Rússia hoje é a águia de duas cabeças (representada no brasão russo).

Mas imagine que, por pelo menos cinco séculos, alguém de fora da Rússia tente convencê-lo do contrário. É mais fácil aceitar esse mal-entendido do que tentar explicá-lo... Foi como acabamos lançando um enorme urso inflável aos céus na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de 1980.

Execuções com ursos e boatos generalizados

O que é verdade em toda esta história com ursos é que os ursos são venerados na Rússia desde os tempos antigos. Para os eslavos pagãos um animal digno de culto.Também se sabe que na Idade Média, por alguns séculos durante a Rus de Kiev, grupos viajavam com ursos treinados que dançavam, faziam truques simples etc.

Mas um dos principais usos dos ursos na época era nas execuções, que eram praticadas já muito antes de se tornarem mainstream no reinado de Ivan, o Terrível, no século 16. Às vezes, os ursos eram usados ​​de maneira indireta: o condenado tinha costurada a si uma pele de urso e cães o atacavam - eles rasgavam a pele do urso e a pessoa junto.

Mas não foram essas as histórias de horror que se espalharam pelo mundo com facilidade. Em 1526, o diplomata austríaco Siegmund von Herberstein escreveu em um livro sobre o inverno russo: "os ursos, famintos, deixavam a floresta, corriam pelas aldeias vizinhas e invadiam as casas; ao vê-los, os aldeões abandonavam suas casas e morriam de frio fora de casa".

Ilustração de Víktor Vasnetsóv.

Este relato foi copiado por um século por italianos, poloneses, britânicos, alemães e holandeses - e a presença de ursos nas ruas da Rus de Kiev passou a ser considerada algo muito normal e regular.

Foi assim que nasceu um dos mitos imortais sobre a Rússia, ou seja, o de que há ursos passeando pelas ruas por toda parte.

Remédio para a calvície

Isso não foi nenhum tipo de conspiração europeia. Hoje, muito provavelmente, tudo começaria com um meme nas redes sociais. Mas, naquela época, a fonte dos boatos eram astutos mercadores ingleses.

A partir de meados do século 16, eles visitavam a Rússia regularmente. A ideia que o povo britânico concebeu dos russos era influenciada pelas exportações vindas de lá: mel, peles, lã, salo (gordura animal), cera e o que os habitantes da boa e velha Inglaterra acreditavam ser gordura de urso. Foi isto o que fez à imagem da Rússia o que os croissants fizeram à imagem de Paris.

Os comerciantes promoviam a gordura de urso russo como o melhor remédio para perda de cabelo. O argumentos se baseavam no fato de os ursos serem muito peludos, e a origem russa, tão distante da gordura, justificava seu preço exorbitante.

Na verdade, o que era vendido como "gordura de urso" era, por vezes, gordura de porco inglesa. Mas os janotas locais estavam preocupados demais em dar fim à calvície, e a publicidade funcionava.

Um caso de geografia

Aos olhos dos europeus, a Rússia estava associada aos ursos também devido a uma famosa academia de ursos que surgiu no século 17 em Smorgon.

Academia é só ostentação mesmo: era uma escola particular onde os ursos eram treinados para todos os circos europeus. E não importava que, na época, Smorgon fizesse parte da Comunidade Polaco-Lituana.

O europeu médio não estava preocupado com precisão geográfica. A escola ficava em algum lugar do leste. E, em algum lugar do leste, estava a Rússia.

Por isso, não surpreende que, quando a Inglaterra começou a produzir charges políticas no século 19, a Rússia tenha sempre sido retratada nelas como urso. A imagem pegou também em outros países. Durante a Guerra Fria com os Estados Unidos, o urso tornou-se uma metáfora da cruel e sanguinária política da URSS segundo a propaganda norte-americana.

Ursinho olímpico

Os russos gostaram do urso como símbolo? É difícil dizer: sempre esteve no pano de fundo. Mas sua popularidade na Europa era tal que a União Soviética decidiu que a imagem negativa do urso poderia ser transformada em algo positivo, simplesmente relembrando o Ocidente que o urso também era um animal muito corajoso, forte e tenaz. E um grande... mascote para os Jogos Olímpicos!

Quando, na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Moscou de 1980, o mascote Míchka subiu ao céu com centenas de balões, muitos espectadores caíram em lágrimas.

Posteriormente, após a queda da URSS, o urso foi um dos candidatos ao emblema nacional russo, mas perdeu para a águia de cabeça dupla da Rússia Imperial. O urso só retornou, de alguma forma, no início dos anos 2000, quando foi escolhido como o símbolo do partido governista Rússia Unida.

LEIA TAMBÉM: Como os ursos invadiam as ruas da Rússia

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies