Vovó russa de 83 anos derrota o covid e sai na Vogue italiana

V.Gerdo/TASS; @sashasamatova
Depois de semanas na UTI, a sorridente senhora estampou a famosa revista de moda.

Os olhos dela revelam uma alegria quase comovida. Aos 83 anos, Lídia Konstantinova Tutchkova superou o covid-19 após 5 semanas de agonia no hospital N° 2 de Tcheliabisnk. No dia da mulher, Tutchkova estampou a Vogue italiana.

“No começo, ela não acreditava no que estava acontecendo, mas depois foi parar na UTI”, contou a sobrinha, Evguênia, ao jornal russo Komsomolskaia Pravda.

Depois de sair do hospital, Lídia e a família resolveram celebrar a recuperação com uma sessão de fotos femininas. A fotógrafa Sasha Samatova, colaboradora da Vogue, disse que, inicialmente estava tímida. Então, Sasha lhe disse a ela: “Tem muitas mulheres na sua idade que viram modelos”. Foi daí nasceu a ideia de propor a foto à revista italiana.

“Não esperávamos que a foto da nossa vovozinha fosse publicada em uma revista tão popular”, disse a sobrinha Evguênia. “Durante toda a sessão de fotos, nossa avó só reclamou: ‘Estou tão velha’, dizia. Mas queríamos mostrar que a feminilidade não desaparece com a idade. E nem a beleza.”

LEIA TAMBÉM: O lado B da bábuchka contemporânea

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies