O lado B da bábuchka contemporânea

Legion Media
O que realmente esperar ao alugar um quarto no apartamento de uma vovó na Rússia?

Uma bábuchka (vovó) russa pode ser a locadora ideal. Ela orgulha-se de suas botas valenki e bordados. Prepara refeições saudáveis. Passa os dias tricotando pulôveres, com amigas ao redor do samovar, tomando chá e comendo bolos. Para um olho estrangeiro não treinado, pode parecer que ela assa algo novo todos os dias.

Mas a verdade é que as bábuchkas, como todas as pessoas, apresentam diferentes características. Para evitar decepção, é preciso ter mente também alguns traços menos conhecidos das vovós modernas. 

Aparência. Talvez ela não use o tradicional lenço na cabeça.

Muitas bábuchkas têm rostos severos e saem toda combinando, mas outras não estão nem aí – espere calças tipo legging de leopardo que foram encontradas no mercado de pulgas local. Às vezes, a malha (quase) obrigatória é o único indício.

Várias bábuchkas se lamentam pela juventude que não volta e se enaltecem sobre o quão bonitas costumavam ser. Isso explica as imagens emolduradas de si mesmas nos anos 1960, geralmente escondidas entre ícones ortodoxos e fotos de netos.

Passatempos. Você provavelmente não descobrirá os segredos da receita de borsch ou aprenderá a tricotar.

Se você morar com uma bábuchka que já está reclamando de dores pelo corpo, as agulhas de tricô estarão possivelmente abandonadas no armário juntando poeira. Em vez disso, as bábuchkas costumam preencher o dia com horas e horas em frente à televisão – mais especificamente, Canal 1. E ela adorará vê-lo com você.

Conversa. Pode parecer estranho, mas sua bábuchka pode não estar particularmente interessada em sua família, quando você planeja se casar e ter filhos, ou mesmo como pronunciar seu nome corretamente.

Sua bábuchka não só passará os dias assistindo a televisão, mas estará sempre pronta para se queixar de algo que viu nos noticiários. Para muitas delas, o mundo passa por um momento terrível, e isso pesa demais em seus corações. No entanto, apesar da aposentadoria baixa e das contas altas, as bábuchkas na Rússia contemporânea têm uma qualidade de vida melhor do que no passado. Nossa dica? É bom ter cuidado ao iniciar um debate político com uma bábuchka patriota.

Comida. Ninguém espera encontrar uma bábuchka dançando ao redor do petchka (forno) em um apartamento em estilo soviético. Mas pasmem: não são todas as vovós que o acharão magro demais nem que gostam de cozinhar.

Ao contrário da expectativa comum, você não irá necessariamente se deparar com uma mesa repleta de saladas russas, estrogonofe e pirôjki. Sua dieta, assim como sua pensão, será provavelmente modesta. Em geral, as geladeiras das bábuchkas armazenam mais remédio do que comida. Portanto, não fique surpreso se sua primeira refeição for duas blíni (panquecas russas) descongeladas com geleia pronta.

Conhecimento. Uma bábuchka pode ou não saber diversos remédios caseiros e dar sábios conselhos de saúde. Mas ela provavelmente será paranoica em relação a doenças e estará sempre disposta a compartilhar suas novas enfermidades com você.

Mesmo assistindo a programas de TV sobre saúde por horas a fio, a bábuchka oferecerá, com frequência, conselhos de saúde que claramente não são apoiados por pesquisas médicas contemporâneas. Por exemplo, é capaz que ela diga que cabelo molhado pode causar asma. Além disso, é bem possível que ela viva tomando nota sobre quais vegetais são a melhor fonte de vitamina C, mas só coma queijo e pão. 

Algo que provavelmente se espera é uma longa lista de regras. Por exemplo, acredita-se que a bábuchka seja gentil, mas, ao mesmo tempo, rígida com horários. É verdade que muitas têm regras desnecessariamente frustrantes.

Certifique-se de saber qual sabonete é para qual parte do corpo. Nunca se sente na cama com roupas da rua. Esteja preparado para ficar no escuro em casa, pois as contas de luz podem vir altas – mas você também pode ser repreendido por andar no breu. Se o seu casaco não lhe agradar, ela oferecerá uma peça mofada dos anos 1970 que estava escondida em seu armário. E o mais impressionante: para uma bábuchka, usar um par de meias diferente por dia é totalmente inconcebível. Uma coisa, porém, é certa – seja qual for a bábuchka, você tem garantida uma visão especial da alma russa.

Você sabia que vovôs e vovós de Moscou dão aulas gratuitas de russo via Skype? Leia mais sobre iniciativa.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais