Venezuela registrou vacina russa Sputnik V

Cover Images/Global Look Press
País latino-americano realizou procedimento acelerado devido à situação de emergência na luta contra o coronavírus.

Na última quarta-feira (13 de janeiro), o Ministério da Saúde da República Bolivariana da Venezuela registrou a vacina russa Sputnik V contra o coronavírus, segundo o Fundo de Investimentos Diretos da Rússia, responsável pela exportação do medicamento.

O registro foi efetuado seguindo um procedimento acelerado, já que a vacina recebeu a Autorização de Uso de Emergência.

Por meio de procedimentos semelhantes, a Sputnik V já foi registrada na Argentina, Bolívia, Sérvia, Argélia e Palestina.

O Fundo de Investimentos Diretos da Rússia informou que o fornecimento do medicamento será realizado com auxpilio de parceiros da Índia, China, Coreia do Sul e outros.

“A Sputnik V já faz parte do portfólio nacional de vacinas de vários países da América Latina. Esperamos estabelecer colaboração com outros países da região nas próximas semanas”, declarou o diretor do fundo, Kirill Dmítriev.

LEIA TAMBÉM: Rússia já realiza ensaio clínico de versão “light” da vacina Sputnik V

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies