7 regras para viver o primeiro dia do ano como um russo

Mikhail Fomitchev/Sputnik
Talvez você já até seja um russo nesse sentido e não saiba disso. Descubra agora!

A véspera de Ano Novo é o principal feriado da Rússia. Ele é o mais esperado e é festejado em grande escala, uma verdadeira extravagância. Além disso, exige uma longa preparação, muito dinheiro com presentes e comida e pelo menos dois dias cozinhando e picando saladas sem fim — provavelmente, algo próximo do que é a véspera de Natal no Brasil.

Assim, o dia 1º de janeiro deve refletir o quanto você se divertiu na noite anterior.

1. Tenha uma ressaca

Quando a esperada noite de Ano Novo finalmente chega, os russos comemoram como se não houvesse amanhã. Arrume-se, coma e beba, esqueça quaisquer dietas e hábitos saudáveis, solte fogos de artifício, dance descontroladamente e não durma até o sol raiar.

Na Rússia, é costume dizer que, se você se lembra de toda a véspera de Ano Novo ou não está de ressaca pela manhã, a festa de Réveillon fracassou.

2. Acorde na hora do almoço

Assim como Paris Hilton em seu auge, os russos vão para a cama mais perto do nascer do sol no Ano Novo — o que não é lá muito cedo durante os invernos russos. Assim, dormindo depois das 5h, o russo provavelmente acordará  às 13h ou até mais tarde no primeiro dia do ano.

3. Comece o dia com champanhe

Adeus ao ano que passou com champanhe e boas-vindas a um novo ano com champanhe. Essa é uma regra quase tão sagrada quanto assistir ao discurso do presidente russo antes da meia-noite. Até quem dirige começa o 1º de janeiro com champanhe, porque neste dia... ninguém precisa ir a lugar algum!

4. Coma saladas com maionese

No primeiro café da manhã de Ano Novo, os russos sempre comem as saladas no estilo “maionese” que sobraram da festa. Maionese logo de manhã? Fácil! Já que você acordará lá pelas 14h...

Nesse horário, seria bom comer um pouco de ovas com pão e manteiga, mas raramente sobra caviar em 1º de janeiro! Afinal de contas, todas as boas donas de casa costumam preparar um pato assado bem gordo com antecedência — de modo que ele pode ser outro petisco para o café da manhã.

5. Assista a filmes

No dia 1º de janeiro, mesmo quem não costuma assistir TV, se rende à telinha, pois há ótimos filmes na agenda o dia todo. Bons clássicos soviéticos, assim como comédias contemporâneas, filmes românticos de Ano Novo e muito mais. Aliás, também amamos “Esqueceram de mim” e assistimos no Ano Novo — e não no Natal católico.

6. Seja preguiçoso

Por favor, nem pense em malhar em 1º de janeiro, isso vai contra qualquer lógica! A única coisa que você pode fazer é lavar os pratos e limpar a casa após a selvagem noite de Réveillon. Os russos, que vivem em um ritmo louco, deixam-se levar pela preguiça no primeiro dia do ano. Vista seu pijama, deite no sofá, converse com quem estiver por perto e simplesmente aproveite este momento tão especial.

7. Dê um passeio

Mais perto da noite, quando os russos já saíram do estado de apatia, eles decidem sair. Eles também costumam se vestir com fantasias de Ano Novo - colocando um chapéu ou casaco do Ded Moroz (o Papai Noel russo). Não há necessidade de ir a lugar nenhum, é só uma caminhada preguiçosa com os amigos mesmo soltando mais fogos de artifício. E se o tempo estiver bom, dá para fazer guerra de bolas de neve ou um boneco de neve! O que não será seu caso, claro, mas a neve sempre pode ser substituída pela areia da praia...

BÔNUS (depende de você) – um olá aos parentes!

Se a linha estava ocupada no Réveillon, agora é a hora de ligar para todos os seus amigos, pais e parentes e desejar um feliz Ano Novo (ou qualquer coisa diferente do que foi 2020!). Mas se você estiver ainda no ponto 6 da nossa lista, basta fazer uma só ligação no Zoom para todos de uma vez.

Mas não se preocupe se você for muito preguiçoso para isso: o dia 14 de janeiro também é Ano Novo pelo calendário antigo russo e você pode repetir tudo mais uma vez!

 

LEIA TAMBÉM: 8 grandes feriados celebrados pelos russos

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies