Metrô de Moscou terá tecnologia para pagamento por reconhecimento facial

Anton Novoderézhkin/TASS
Em breve, passageiros poderão pagar viagem com apenas um movimento de cabeça.

De acordo com a Prefeitura de Moscou, a cidade tem todas as chances de se tornar a “primeira do mundo” a apresentar o novo sistema de pagamento por reconhecimento facial. A expectativa é colocar a tecnologia em uso a partir de meados de 2021.

“O metrô está avançando para um novo nível: o pagamento facial”, declarou o vice-prefeito de Moscou, Maksim Liksutov, em um comunicado à imprensa. “Imagine a catraca abrindo as portas à sua frente. Parece um pouco fantasioso, mas este é o nosso futuro imediato”, acrescentou Liksutov, sem revelar mais detalhes.

Pelo menos uma catraca em cada estação de metrô será equipada com a tecnologia de reconhecimento facial sem contato já no primeiro semestre de 2021, garantem as autoridades de Moscou. O sistema está atualmente no primeiro estágio de testes, cuja conclusão é prevista para 1º de outubro de 2020.

O pagamento facial deve se tornar popular entre os moradores em Moscou, onde cerca de 9 milhões de pessoas usam diariamente o metrô. “Todos estão tão acostumados a pagar com cartões e smartphones que esse recurso não surpreende ninguém”, disse o vice-prefeito de Moscou.

No ano passado, um número limitado de catracas foram equipadas com tecnologia de reconhecimento facial que escanea e identifica rostos. Os dispositivos ajudam a localizar criminosos e pessoas desaparecidas, criando um ambiente mais seguro em Moscou, onde vivem mais de 12 milhões de pessoas.

LEIA TAMBÉM: ‘Que horas fecha?’ e outras curiosidades sobre o metrô de Moscou

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies