“Designer gráfico” de inteligência artificial ​​russa enganou o mundo por um ano todo

Art. Lebedev Studio
Um cara chamado Nikolai Ironov produziu vários logotipos legais para cafés, barbearias e blogueiros na Rússia. E o que tem demais? É que Nikolai não passa de inteligência artificial.

O estúdio de design Art. Lebedev criou uma rede neural capaz de criar seus próprios logotipos. A inteligência artificial vinha sendo desenvolvida em sigilo estrito por uma equipe de mestres da computação trabalhando isoladamente.

A tecnologia era apenas conhecida pelo resto do departamento de design como Nikolai Ironov, um nome russo bastante comum.

‘Nikolai Ironov’

Ironov tinha até perfil próprio no site do estúdio. Aliás, seu rosto também foi totalmente projetado do zero com IA, usando uma composição dos traços de membros da equipe.

Por um ano inteiro, a IA se ocupou de criar logotipos para clientes reais usando a oferta de ‘design expresso’, o que implica uma taxa fixa de 100.000 rublos (aproximadamente US$ 1.440), mas sem a opção de repetir designs ou fazer edições.

Entre os clientes estavam cafés, uma barbearia, restaurantes, pubs de cerveja artesanal e blogueiros populares no YouTube (que mais tarde criticaram os designs, ainda sem saber que estavam lidando com um computador).

Anos de experiência em design de algoritmos foram colocados em prática na criação do fictício Nikolai Ironov, de acordo com o departamento de design. No entanto, a rede neural tem autonomia para tomada de decisão. Segundo o desenvolvedor-chefe, Roman Kosovitch, nem mesmo ele consegue sempre descobrir a lógica por trás do processo de IA, “o que acaba gerando resultados interessantes”.

“Ironov pode efetivamente realizar tarefas comerciais de verdade. Ele está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, não fica doente nem tem bloqueio criativo; enquanto isso, desenvolve e resolve problemas criativos em questão de segundos. E, o mais importante, oferece visões absolutamente únicas das soluções de design”, diz.  

De acordo com o estúdio russo, a vantagem de Ironov sobre os demais designers – humanos – é que ‘ele’ não procura pelos outros para ideias – ou seja, não usa experiências passadas –, incluindo prêmios internacionais ou mesmo sua própria experiência – como uma base de referência para novos projetos.

“Este importante passo histórico é um reflexo da mudança em direção à automação comercial de processos criativos”, afirma o estúdio.

LEIA TAMBÉM: Russo faz máscaras de super-heróis aprovadas por Hollywood (FOTOS)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies