Russo faz máscaras de super-heróis aprovadas por Hollywood (FOTOS)

MiGranStudio
Elas são muito mais obras de arte que acessórios para festas de Halloween e já foram usadas por Jason Momoa, Tom Holland e outros atores. Tudo feito pelas mãos do designer Aidar Migranov, de 24 anos.

Jason Momoa talvez não parecesse tão contente nesta foto se não estivesse segurando uma máscara do Aquaman - um presente de Aidar Migranov, de 24 anos, natural da cidadezinha russa de Bieloretsk (a 1.600 quilômetros de Moscou). Aidar se apaixonou pelos quadrinhos ainda na infância, e Aquaman sempre foi um de seus personagens favoritos.

“Os heróis dos quadrinhos significavam muito para mim quando eu era criança. Eles não são perfeitos e são cheios de defeitos, mas o objetivo do super-herói não é a perfeição, mas lutar por ela”, diz Aidar.

Seguindo os desejos dos pais, ele entrou na Faculdade de Economia da Universidade Estatal da Bachquíria, mas trancou a matrícula no segundo ano. Em 2015, com o lançamento do filme “Homem-Formiga”, ele se sentiu inspirado a criar sua primeira máscara.

“A atuação de Paul Rudd e seu personagem engraçado me inspiraram a conseguir algumas parafernálias do filme. Escolhi um capacete de Homem-Formiga, mas ele custava 28 mil rublos (quase R$ 1.800). Como eu não tinha todo esse dinheiro, criei meu próprio material improvisado”, lembra Migranov.

Apesar de a primeira máscara continuar inacabada devido à falta de conhecimento, ele se interessou pelo ofício e prosseguiu fazendo uma máscara do Batman, que tentou vender no Ebay. Duas semanas depois, ela tinha sido comprada por alguém na França por 10 mil rublos (R$ 620).

Junto com seu irmão, Fidail Nugamanov, Aidar passou o ano de 2016 tentando vender máscaras na Rússia. Mas a demanda era baixa e, por seis meses, os dois venderam máscaras sem lucros reais, somente para criar um portfólio.

Mais tarde, os pais e parentes de Aidar passaram a ajudá-lo financeiramente na empreitada. Ele usou o dinheiro para comprar uma impressora 3D e materiais mais caros para criar uma máscara de Demolidor.

“O ator Charlie Cox, que interpretou esse super-herói, ficou sabendo, porque enviamos para ele duas cópias dela por meio de amigos nos EUA: uma para ele mesmo e a outra com a intenção de que ele devolvesse autografada. Ele concordou”, diz Aidar.

Depois disso, os negócios foram de vento em popa. Aidar montou sua própria loja on-line e, com a ajuda dos amigos de novo, começou a enviar máscaras para outros atores de Hollywood.

Em 2018, ele recebeu uma encomenda da MTV: a equipe de design queria algumas máscaras para a premiação MTV Awards.

Aidar teve que expandir sua equipe e abrir um pequeno estúdio. O MiGranStudio agora emprega três pessoas, além do fundador. Eles fabricam de 35 a 40 máscaras por mês.

“Recebemos também um pedido de Ricardo Ramirez [que trabalhou na série “Agents of S.H.I.E.L.D.” e “Grey's Anatomy”, e produziu o curta-metragem “DeKalb Elementary”, indicado ao Oscar na categoria Live Action Shorts]. Vamos criar máscaras e figurinos para o novo filme dele. Não posso dar nenhum detalhe, mas as filmagens estão marcadas para começar no final de 2019”, conta Aidar sobre sua maior encomenda até o momento.

No futuro, Aidar planeja expandir seu estúdio e conquistar Hollywood de uma vez por todas.

LEIA TAMBÉM: Quais estrelas de Hollywood têm um pé na Rússia? Faça o teste e descubra

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies