‘Que horas fecha?’ e outras curiosidades sobre o metrô de Moscou

Vadim Kalugin

Mikhail Pochuev
Como funciona o transporte público mais rápido e confiável da capital, o que acontece no metrô à noite e quanto os motoristas ganham – descubra em nossa mais nova reportagem sobre o metrô de Moscou.

O metrô de Moscou esbanja arquitetura nas estações; decoradas com mármore e cerâmica, podem ser facilmente confundidas com um palácio imperial. Mas os moscovitas adoram o metrô não apenas por seu aspecto visual: é, sobretudo, a maneira mais confiável e segura de se locomover pela cidade. 

De quanto tempo é o intervalo entre trens? 

O metrô de Moscou é usado, em média, por 8,5 milhões de passageiros ao dia. Na hora do rush, de manhã e à noite, os trens circulam em intervalos de 90 segundos. Durante o resto do dia, o intervalo entre os trens é de aproximadamente 3 minutos.

Aliás, às vezes também circulam alguns trens fora de serviço. Eles diminuem a velocidade nas estações, mas não abrem as portas. Na maioria dos casos, esses trens estão sendo movidos para outra garagem para, por exemplo, reparo ou pintura. 

Que horas fecha o metrô?

A maioria das estações de metrô ficam abertas a passageiros das 5h30 à 1h00. Em todas as linhas, os últimos trens partem das estações terminais à 1h03 da manhã. Sendo assim, o metrô transporta os últimos passageiros ​​até umas duas da manhã.

Por que o relógio na plataforma mostra a hora que o trem anterior partiu?

Quem já esteve no metrô de Moscou deve ter notado relógios eletrônicos enormes em cima da entrada do túnel nas estações. Eles mostram a hora de Moscou e a hora em que o trem anterior partiu – eles não estão ali para passageiros, mas para motoristas.

“Os trens seguem um horário rigoroso, mas na hora do rush, quando pode sofrer alguma alteração, a partida do trem é determinada de acordo com esses relógios,” explica o motorista Anton Khlinin. Quando o trem sai, o relógio é reiniciado.

Anton Khlinin

Já os relógios que mostram o tempo que falta para o próximo trem chegar, foram instalados apenas recentemente e ainda não estão presentes em todas as linhas.

Por que os trens param, às vezes, nos túneis?

De manhã e à noite, quando há muitos passageiros, os trens podem parar no túnel, esperando na fila. “Existem até duas dúzias de trens na mesma linha ao mesmo tempo, e se o trem à frente tiver atrasado, todos os trens atrás dele ficarão parando”, explica o motorista Vadim Kaluguin.

Vadim Kaluguin

Os motoristas estão sempre prontos para emergências, segundo ele. Muitas vezes os passageiros tentam se jogar no trem no último momento, quando as portas já estão fechando, de modo que o motorista precisa abri-las novamente, atrasando o trem.

O que acontece no metrô durante a noite?

“Muitos pensam que o metrô fecha à 1 da manhã, o segurança pendura um cadeado na porta e vai para casa”, diz Anton Khlinin. “Mas, na verdade, o metrô funciona 24 horas.” À noite, os trens são deixados em garagens ou nas estações. Os motoristas descansam de 2 a 3 horas, em uma sala comunitária.

“Este turno dos motoristas começa à noite, a última viagem termina às 2h30 da manhã. Dormimos nessa sala até as 5 da manhã”, explica Worku Bedasso, outro motorista do metrô. “Sempre há alguém de plantão: eles tomam uma xícara de chá, comem um pão e vão trabalhar. O corpo se acostuma a esse horário, você até acorda sem despertador.”

Worku Bedasso

Quando os trens não estão funcionando, os especialistas em reparos estão trabalhando nas linhas. Eles verificam os trens e inspecionam os trilhos. Ao mesmo tempo, as estações são lavadas e limpas. Às cinco da manhã, os motoristas voltam e se preparam para transportar passageiros até o novo turno chegar às seis e meia da manhã.

Quanto ganham os motoristas de metrô?

Para dirigir um trem elétrico, é preciso autocontrole e capacidade de reagir rapidamente em situações extremas. É por isso que o salário de um motorista de metrô é superior à média salarial em Moscou.

Enquanto o futuro motorista está em treinamento, recebe um subsídio de 30.000 rublos (US$ 500) por seis meses e meio. Depois, cumpre um estágio de três meses, após o qual se torna assistente de motorista. Se continuar aperfeiçoando suas qualificações e passar nos exames, irá se tornar primeiro apenas um motorista, depois motorista Categoria 3, Categoria 2 e então Categoria 1 – e, finalmente, instrutor de motorista.

Todos os exames de qualificação são difíceis, mas têm peso sobre o salário. Por exemplo, um motorista Categoria 3 recebe cerca de 80.000 rublos (US$ 1.300) por mês, enquanto o de Categoria 1 recebe até 120.000 (US$ 2.000) por mês.

Atualmente, todos os motoristas de metrô são homens, mas, nos tempos soviéticos, havia muitas motoristas de metrô também. Uma delas, Natália Kornienko, dirigiu trens na linha Sokolnicheskaya por 30 anos. Atualmente, há mulheres desempenhando outras funções no sistema, desde segurança a atendente de bilheteria.

VEJA TAMBÉM: A imperdível linha circular do metrô de Moscou

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies