Moscou, São Petersburgo e Riazan se enfeitam para festa de Ano Novo

Igor Ivanko/Moskva Agency
Conífera de 90 anos no Kremlin, desfile de Papais Noéis e quilômetros de luzinhas.

Moscou

Com decorações infinitas – túneis de luz, arcos enormes e milhares de guirlandas –, Moscou se transforma em um conto de fadas invernal todo fim de ano.

Mais de 300 árvores de Natal e de 4.000 luminárias e objetos decorativos serão instalados por toda a cidade até 16 de dezembro, proporcionando aos moscovitas tempo suficiente para curtir a atmosfera festiva antes do Ano Novo.

Com 20 dias para o maior feriado da Rússia, veja como a cidade já está enfeitada: 

As ruas da capital foram decoradas sobretudo para o festival “Jornada ao Natal”, que acontecerá na capital a partir desta sexta (13) até o dia 12 de janeiro.

Todos os bairros de Moscou estão sendo decorados para o Ano Novo, mas a Praça Vermelha recebe, tradicionalmente, mais atenção.

Um abeto de 90 anos será entregue ao Kremlin para as comemorações.  “Um abeto da silvicultura de Borodinskoie, na região de Moscou, foi escolhido dentre dezenas de outros, com base em vários fatores. A árvore de 25 metros tem 90 anos e seis metros de altura”, disse um representante do Kremlin.

A árvore será entregue a Moscou no domingo (15) e instalada na Praça das Catedrais do Kremlin.

São Petersburgo

A decoração festiva de São Petersburgo para o Ano Novo 2020 foi inaugurada oficialmente em 1º de dezembro. Um total de 64 abetos e 3.586 objetos decorativos foram colocados nas ruas da capital cultural da Rússia.

A árvore de Natal mais alta (25 metros) da cidade foi instalada na Praça do Palácio.

Riazan

A cidade de Riazan foi nomeada Capital do Ano Novo da Rússia para 2020, em um projeto do Ministério da Cultura russo.

As festividades começaram no último sábado (7) e continuarão até 7 de janeiro. Aqui está uma amostra de Riazan enfeitada:

Um dos eventos centrais do feriado foi um desfile em que participaram mais de 2.000 homens e mulheres vestidos de Ded Moróz (Vovô Frio), a versão eslava do Papai Noel, e sua neta Snegúrotchka (Donzela da Neve).

LEIA TAMBÉM: Natal russo (ou “Como os bolcheviques bagunçaram o feriado”)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies