Turismo no Extremo Oriente cresce mais de 70% em três anos; natureza é principal atração

Pixabay
Transiberiana, vulcões e gêiseres são maiores objetos de desejo de viagem.

O Extremo Oriente russo atrai estrangeiros por causa de sua oferta de ecoturismo e natureza, segundo pesquisa com 1.500 usuários de internet de cinco países, incluindo Alemanha, Coreia do Sul e Reino Unido.

O relatório Desenvolvimento do Turismo no Extremo Oriente Russo foi produzido pela consultoria internacional EY, que analisou as principais tendências do setor.

“Entre 30 e 45% dos entrevistados gostariam de fazer uma viagem na Ferrovia Transiberiana, e quase um terço querem ver o parque natural dos vulcões de Kamtchatka”, diz o estudo, ao qual a agência de notícias RIA Novosti teve acesso.

LEIA TAMBÉM 7 armadilhas turísticas a evitar na Rússia 

O vale dos gêiseres na reserva natural de Kronotski é outra atração importante, especialmente para os europeus.

Ainda segundo o estudo, o fluxo turístico para essa região remota da Rússia aumentou 71,5% nos últimos três anos, chegando a 5,4 milhões de visitantes em 2017.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies