Enfrentando bullying com o filho, mãe levanta questão da deficiência em crianças no Instagram

nika_evil_
Rustam é um menininho tão alegre que é difícil de acreditar que ele tenha diversos defeitos de nascença. Sua mãe adotiva está em uma saga para provar que crianças como ele não devem ser excluídas da sociedade.
Nika e o filho, Rustam.

Nika Zlobina tem quase 100 mil seguidores no Instagram, mas os números não têm significado para ela. Nika não é uma fanática das redes sociais e encontrou o Instagram quase por acidente.

“Estava preparando os formulários para a adoção e havia um banco de dados com fotos das crianças, onde eu acabei vendo as imagens de Rustam”, lembra Nika em conversa com o Russia Beyond.

Voluntários haviam postado nas redes sociais um vídeo de Rustam dançando para incentivar sua adoção. O vídeo se tornou viral e Nika o viu em diferentes sites, mas o que a deixou furiosa foi a reação de determinadas pessoas.

“Alguns diziam que esta ‘aberração’ nunca seria adotada. Eu fiquei horrorizada com o número de pessoas que escreviam comentários negativos, entre eles, jovens mães”, conta Nika. Assim, nasceu uma enorme vontade de adotar Rustam, e assim fez Nika. 

Deficiência não é aberração

Nika decidiu criar uma conta no Instagram para mostrar sua vida com Rustam, e ela virou um diário onde ela compartilhava seus pensamentos e descrições das atividades diárias. Seu objetivo era mostrar como Rustam está se desenvolvendo e progredindo, e que ele não é um “idiota” ou uma “aberração”, como uma série de internautas sem escrúpulos escreveu em comentários.

Antes e depois: Rustam quando foi adotado e depois de um ano na família de Nika.

Em primeiro lugar, Nika quer alcançar as pessoas que estão interessadas em adoção para lhes mostrar que elas não devem temer adotar crianças deficientes.

“Todo mundo, em geral, quer lindos bebês loiros para adotar, e há uma enorme fila para tais crianças enquanto outras sofrem sem pais que as queiram”, desabafa Nika.

Apoio a pais de crianças deficientes

“Se minha conta no Instagram fosse fechada de repente, eu provavelmente me sentisse melhor, porque não teria que ver dezenas de ‘haters’ comentando sobre meu filho”, diz ela.

Rustam ensina o pai a sorrir :)

Porém, são as mensagens enviadas por outros pais de crianças que têm deficiências mentais ou físicas o que Nika mais gosta na rede.

“Uma mulher me escreveu que tinha medo de sair com sua filha que tem Síndrome de Down, acrescentando que meu post lhe incentivava. Agora ela não pensa mais duas vezes antes de ir passear com a filha”, diz Nika, acrescentando que esse tipo de feedback a faz feliz e prova que ela está no caminho certo.

Rustam participou até de um desfile de moda!

Uma moça chegou a enviar uma mensagem para Nika dizendo que tinha vergonha de segui-la no Instagram, mas depois de um tempo a mesma pessoa passou a compartilhar os posts de Nika com amigos, ajudando a chamar a atenção para a questão.

Reação nas ruas

Nika diz não dar atenção para as pessoas encarando Rustam nas ruas, a não ser que elas digam algo negativo. Certa vez, Nika estava andando com ele e as crianças os viram por uma grade de jardim de infância.

“Elas começaram a gritar “seu deficiente!”, algo que eu não tolerarei. Eu fiquei totalmente chocada”, conta.

Rustam agora tem cinco anos, e apesar de estar bem intelectualmente, ele tem um pouco de deficiência na fala. Outras crianças perguntam frequentemente o que tem de errado com sua perna ou rosto, mas ele não consegue explicar.

Nika tem planos de consultar psicólogos para ajudar Rustam no desenvolvimento comportamental quando ele crescer um pouco mais, ajudando-o a lidar com as reações negativas.

O visual novo de Rustam fez sucesso.

“Minha opinião pessoal é a de que é preciso combater as pessoas fazendo bullying. Eu não quero cometer erros. Precisamos de ajuda profissional neste caso”, diz Nika.

Apesar do preconceito que sofrem no próprio país, deficientes russos são uma fonte de inspiração incrível. Conheça o jovem russo que perdeu as pernas e tem centenas de milhares de seguidores no Instagram!

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais
Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies