Gata no Extremo Oriente da Rússia adota filhote de lince

Vitaliy Ankov/Sputnik
Embora maior que os irmãos, também recém-nascidos, felino está completamente adaptado.

Uma gata chamada Monika adotou um pequeno filhote de lince cuja mãe não era capaz de cuidar devido a problemas de saúde após o parto, informou o Zoológico de Ussurisk, no extremo oriente do país.

Monika, que havia dado a luz dois dias antes, acolheu o bebê lince em sua família como se fosse uma das suas crias.

Agora, o lince tem cerca de um mês e já brinca com os novos irmãos. No entanto, o lince é maior que os gatos, e Monika não consegue carregá-la como os outros. É por isso que ela apenas morde suas orelhas, explicam os funcionários do zoológico.

Aricha, a mãe biológica do lince, já se sente melhor após a cesárea, mas o gatinho permanece sob os cuidados de Monika. O filhote de lince ainda não recebeu nome.

Confira também o relato da família que adotou um urso de estimação

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies