7 erros que todo iniciante em língua russa comete

Natalya Nosova
Você não aprende russo. O russo aprende você!

Começar a aprender russo é como tentar nadar contra a maré: não importa o quão grande seja seu esforço, parece que há sempre outra gramática, pronúncia ou pegadinha do léxico vindo na sua direção. Para sua sorte, preparamos uma lista das armadilhas com as quais você provavelmente vai se deparar. Na próxima vez em que seus colegas de classe cometerem esses erros, você pode agir como aqueles estudantes irritantes e metidos rindo dos colegas.

1. Misturar девушка/девочка/дедушка (dévuchka, dévotchka, déduchka)

Muitos estrangeiros ficam surpresos ao saber que, na Rússia, eles devem se dirigir a uma garçonete ou assistente de loja como “dévuchka”, a palavra russa para “moça”, para chamar sua atenção.

Infelizmente, a palavra é bem próxima de “dévotchka”, que você usaria para se referir a uma garotinha e um deslize na língua poderia soar como uma tentativa de humilhá-la – e virar uma espera colossal pela comida.

Mas o cenário de filme de terror é quando você acidentalmente diz “dédushka”. Com isso, você não erra só a idade da garota, mas também a confunde com um homem velho. Tenha muito cuidado com o que você diz por aí!

2. Tônica: a ruína de todo aprendiz de russo

Aviso: demora muito tempo para se acostumar com os acentos nas palavras russas. Às vezes, você será confrontado com uma nova palavra e não terá absolutamente nenhuma ideia de como pronunciá-la.

"A coisa mais frustrante é quando eu pronuncio errado a tônica em uma palavra fácil", diz o estudante inglês da MGIMO Chris Patchman.

“Tentei reservar um restaurante certa vez e repeti a palavra адрес  (“adres”, que significa endereço”) por cerca de 10 minutos, tentando descobrir onde ficava o local. Acontece que eu estava dizendo como "adrés" e não "ádres", e a mulher não tinha ideia do que eu estava dizendo”, conta.

Neste caso, ser incompreendido é, na verdade, o melhor cenário possível. Se você disser “я плачу” (“ia plátchu”) em um restaurante, por exemplo, você não estará se oferecendo para pagar, mas sim declarará sua intenção chorar.

E Deus te ajude se você errar a tônica na palavra “писать” (“pisat”): “pisát” significa “escrever”, mas “písat” é “fazer xixi”. O contexto é importante, criançada.

3. Pronunciar “o” como “o”

As palavras хорошо (“khorosho” - bom) e молоко (“moloko” - leite) provavelmente estejam entre as primeiras palavras russas que você aprenderá e, infelizmente, é provável que comece errado.

Embora seja tentador dizer pronunciar todo "o" como em português, o "o" átono geralmente é pronunciado como um longo "a" em russo moscovita e em muitas outras regiões.

Como o acento em молоко e хорошо está no último "o", eles são pronunciados como "malakô" e "kharashô".

Em algumas áreas rurais russas, porém, o sotaque difere e realmente se pronunciam todos os “o”. Assim, se você tiver sorte, vai deixar as pessoas pensando que é das províncias quando errar. Mas provavelmente isso não aconteça.

4. Verbos de movimento

"Na minha terceira aula de russo, perguntei à professora: 'Como se diz ir ?’. Ela respondeu: ‘você ainda não está pronto para isso’’", lembra Chris Patchman.

Em russo, dizer apenas "eu fui" ou "eu vou" pode ser completamente diferente dependendo do tipo de transporte que você tomou, se você foi diretamente para lá ou fez um desvio, e se você foi e voltou, ou fez uma viagem sem retorno.

Há também uma infinidade de prefixos que também podem ser adicionados para significar coisas como “circundar” (об-), “adentrar” (в-), “sair” (вы-), ou até mesmo “dar uma passadinha” (за-), entre outros.

Aprender todas essas formas, porém, é extremamente importante se você não quiser que os russos estremeçam enquanto você fala com eles. Use o verbo errado e, para eles, algo pode soar como "eu fui à Austrália a pé".

5. Não levar o "ы" tão a sério quanto é preciso

“Quem quer que tenha inventado esse som é malvado”, diz Eleanor Wilson, ex-aluna norte-americana da Universidade Politécnica de São Petersburgo. "É como aquele som que você faz quando leva um soquinho no estômago."

Infelizmente, esta letra tem seu próprio som, algo único, por mais tentador que seja desistir e pronunciá-la como um “i”. Faça isso por sua conta e risco, pois é ela quem define a diferença entre um “camundongo” (мышка, “mychka”) e um “ursinho” (мишка, "michka") ou, mais filosoficamente, “ser” (быть, "byt") e “bater” (бить, "bit").

6. Entonar uma pergunta erroneamente

Isto acontece com todos os estrangeiros na Rússia: alguém diz algo que soa muito como uma declaração e, depois de alguns segundos de silêncio constrangedor, prossegue com "isto foi uma questão".

Acostumar-se à inflexão russa pode demorar um pouco, mas existem maneiras de se ajustar.

Se a pergunta é curta, é só dar o tom certo para estabelecer a diferença entre pergunta e afirmação. Por exemplo, com: “Это ресторан” (Isto é um restaurante), e “это ресторан?” (Isto é um restaurante?).

Pratique levantando as sobrancelhas, isto pode lhe conferir um elemento extra de  intriga.

“Viajei a São Petersburgo e perguntei a um homem ‘Eto Ermitage?’ [Isto é o Hermitage?]”, conta o estudante galês Scott Jones da Universidade Estatal de Moscou. “Ele se virou, olhou para o prédio e disse: 'Iá znáiu' [eu sei]”.

Se a pergunta for um pouco mais longa, sinta-se à vontade para enfiar a inflexão ali para o meio da frase e encerrar a questão no mesmo tom com o qual você começou. Parece estranho, mas a prática leva à perfeição.

7. "Eu gosto do meu pai, ele é muito bonito"

É bastante tentador supor que a palavra симпатичный ("sympatítchni") seja o equivalente russo de "simpático" (algo próximo de “bom”). Mas se você fizer isso, a frase poderá soar como um lapso freudiano, já que a palavra, na verdade, "bonito (a)".

Para dizer "bacana", “bom” em russo, é melhor ir de приятный (priátni) ou добрый (dôbri).

Se para você esta fase já passou (ou se ainda não), descubra 10 palavras russas impossíveis de traduzir

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies