As principais paisagens de outono nas telas de artistas russos

O outono acaba de começar na Rússia... Mas ele não precisa ser sombrio! Aliás, o outono russo surpreende por sua beleza, e é por isso que ele inspirou tantos artistas!

“Outono dourado” é a segunda pintura mais popular de Ivan Chichkin, atrás apenas de “Manhã em uma floresta de pinheiros”. Nesta obra, o grande pintor de paisagens retrata a floresta em detalhes excepcionalmente realistas. // Ivan Chichkin, “Outono Dourado”, 1888.

Isaac Levitan simplesmente adorava pintar esta estação. No total, ele pintou mais de 100 paisagens de outono. Seu “Outono Dourado” é a mais popular dessas telas. // Isaac Levitan, “Outono Dourado”, 1895.

“Paisagem de outono. Sokólniki” é uma paisagem singular de Levitan e retrata uma mulher que passa por um parque. O interessante é que a mulher não é pintada pelo próprio Levitan, mas sim por seu amigo Nikolai Tchékhov, irmão de Antôn Tchékhov. // Isaac Levitan “Paisagem de outono. Sokólniki”, 1879.

O final da década de 1870 foi um dos períodos mais difíceis da vida de Levitan. Um decreto de 1879 passou a proibir os judeus de viver em Moscou, e Levitan foi mandado a Saltikovka, onde pintou esta paisagem. // Isaac Levitan, “Bosque de carvalhos. Outono”, 1880.

Muitas das pinturas de Polênov retratam lugares muito próximos de si, onde ele viveu por muito tempo – entre eles, às margens do rio Oká. Sua obra também intitulada “Outono dourado” não é uma exceção, e se tornou uma das principais pinturas do artista. // Vassíli Polênov, “Outono Dourado”, 1893.

A produção de Stanislav Jukóvski trazia às telas não apenas paisagens, mas também ornamentos externos e internos das fazendas da nobreza. Na pintura “Outono. Varanda”, por exemplo, ele combinou com sucesso dois temas que são um hit. // Stanisláv Jukóvski, “Outono. Varanda”, 1911.

“Folhas caídas” é uma das obras mais famosas de Isaac Bródski, ainda que ele raramente tenha feito paisagens. A maior parte da obra do artista consiste em retratos de líderes soviéticos, especialmente Vladímir Lênin e Iôssif Stálin. // Isaac Bródski, “Folhas Caídas”, 1913.

O “Outono Dourado” de Iliá Ostroukhov foi pintado em Abramtsevo, propriedade de Savva Mamontov. O local foi pintado por muitos dos artistas que formaram o Círculo Abramtsevo. // Iliá Ostroukhov, “Outono Dourado”, 1886

O outono pintado por Iefim Vôlkov não é uma desordem de cores divertida: folhas caídas, clima frio... outubro bate à porta dos russos. // Iefim Vôlkov, “Outubro”, 1883.

O outono russo inspirou não apenas os realistas, mas também os impressionistas. A pintura “Outono. Sorveira e bétula” mostra a usual abundância de cores, mas é feita de maneira um pouco diferente das paisagens mais tradicionais. // Ígor Grabar, “Outono. Sorveira e bétula”, 1924.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies