Casa na árvore futurística projetada por Zaha Hadid é concluída em Moscou

Projeto foi feito para o magnata do ramo imobiliário Vladislav Doronin, a quem a arquiteta chamava de “James Bond russo”. Hadid faleceu há dois anos.

O último projeto e a única residência privada projetada pela arquiteta britânico-iraquiana Zaha Hadid foi concluída na região de Moscou. Hadid morreu de ataque cardíaco aos 65 anos em 2016.

Situada na luxuosa aldeia de Barvikha, nos arredores da capital, a casa futurista é sustentada por uma coluna de 22 metros entre as copas das árvores de uma floresta.

O empresário e desenvolvedor imobiliário Vladislav Doronin, proprietário da casa, conheceu Hadid há dez anos em Londres, onde discutiram sobre arquitetura e arte.

Doronin sugeriu então que a arquiteta projetasse um edifício residencial em Moscou e até mesmo a apresentou ao então prefeito da cidade, mas o projeto nunca se concretizou por falta de alvará. Mesmo assim, o desenvolvedor não desistiu de trabalhar com Hadid – e a solução foi contratá-la para projetar sua própria casa.

Durante o projeto, Hadid pediu ao magnata que descrevesse sua casa dos sonhos. “Eu quero acordar de manhã e ver apenas o azul do céu. Não quero ver nenhum vizinho e quero me sentir livre”, respondeu.

Hadid pegou um guardanapo e fez um esboço, que foi prontamente bem-recebido.

De acordo com o responsável pela obra, Patrick Schumacher, Hadid se referia ao empresário como o “James Bond russo”, devido ao seu estilo, gosto, riqueza e desejo de criar algo extraordinário.

Doronin, por sua vez, lembra de Hadid como “sarcástica, intelectual e forte – sem falar que era incrivelmente interessante de se conversar”.

Por algum tempo houve rumores de que ele estaria construindo a casa para sua então namorada, a modelo Naomi Campbell.

Hadid não é a única estrangeira a contribuir com a arquitetura contemporânea russa. Confira aqui outros profissionais que trouxeram a experiência no exterior para as ruas da Rússia.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies