7 espécies de animais ‘possivelmente extintas’ na Rússia (FOTOS)

Russia Beyond (Foto: Picture alliance/Getty Images; Legion Media)
Os animais desta lista foram todos classificados na categoria “0”: isso significa que continuidade de sua existência infelizmente não é confirmada.

O Ministério de Recursos Naturais e Meio Ambiente da Rússia realizou um censo do mundo animal e descobriu que cerca de 11 espécies de animais e peixes que habitavam uma determinada área não têm mais sido vistos na natureza.

Por isso, eles foram colocados na lista de “possivelmente extintos”, ou seja, a categoria final antes do animal ser considerado completamente extinto. Essas espécies ainda existem em parques nacionais e zoológicos, mas não na natureza. Eis algumas delas:

Cavalo de Przewalski

Esta espécie habitava a Ásia, as florestas do Cazaquistão e o sul da Sibéria Ocidental. A última vez que foi avistada na natureza foi na Mongólia, em 1969. Uma das hipóteses para seu desaparecimento repentino tem a ver com o inverno extremamente rigoroso ocorrido entre 1944 e 1945: as temperaturas caíram para 40 graus Celsius negativos, com fortes tempestades de neve todos os dias.

Foca-monge

Várias décadas atrás, o habitat deste animal era o Mar Negro, mas ele já não é avistado na natureza há 50 anos. Acredita-se que toda a população tenha sido dizimada devido à caça ilegal e à poluição ambiental.

Íbis-do-Japão

Esta ave se espalhava desde a região russa central de Priamúrie até várias províncias chinesas. Hoje, ele só pode ser encontrado na reserva natural russa de Khanka, na fronteira com a China.

Tetrao urogalloides

O maior da família, este pássaro, também chamado de “tetraz manchado”, se assemelha a um peru escuro. Entre outros, ele tinha habitat nas regiões de Pskov e Leningrado. A principal causa de sua extinção foi a constante caça predatória: a carne da ave é uma iguaria e suas penas também são valiosas. Para piorar as coisas, durante a época de acasalamento, as aves deixam de lado toda a vigilância e se tornam presas fáceis para os caçadores ilegais.

Kulan

Esta espécie pertence à família dos equinos e tem uma ligeira semelhança com o burro, e era comum na época soviética. O animal vive principalmente na estepe e foi expulso pela mudança climática e pela expansão humana, que o forçou a se deslocar para habitats onde estava menos adaptado. Acredita-se que este tenha sido o motivo de sua possível extinção completa.

Emberiza jankowskii

Este pássaro é aproximadamente do tamanho de um pardal e era avistado nas áreas ocidentais da região de Primorski. Acredita-se que a principal causa de sua possível extinção sejam os incêndios florestais e o desmatamento.

Solho

Esta espécie costumava habitar o lago Ladoga, assim como os rios que alimentavam os mares Báltico, Branco e Negro. No entanto, devido à pesca industrial intensiva e à construção hídrica em torno das áreas de desova, os peixes não são mais avistados em lugar algum. Também não houve tentativas de estender a vida da espécie por meio de reprodução artificial.

LEIA TAMBÉM: Os 7 animais mais resistentes ao frio russo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies