20 maravilhas da natureza na Rússia (FOTOS)

Legion Media
Desde a beleza mundialmente reconhecida do lago Baikal até rincões completamente desconhecidos.

1. Baikal

Este lago é o maioral em muitos aspectos: o mais profundo, o mais volumoso etc. Além de seu inacreditável tamanho, ele é famoso por sua flora e fauna: ali vivem quase 1.000 tipos de organismos vivos, incluindo 27 espécies de peixes. O turismo é bastante trabalhado ali, mas longe dos pontos mais populares ainda se pode ver uma natureza intocada.

2. Valle dos Gêiseres

É complexo transpor em palavras a impressão causada pela beleza e pelo surreal deste lugar. Colunas de vapor quente explodem vindas do subsolo, e pode-se encontrar ursos nas piscinas naturais de lodo por vezes. Tudo isso ocorre em uma pequena área de cerca de seis quilômetros quadrados no desfiladeiros do rio Gueissernaia, no Kamtchátka.

Aliás, o vale foi descoberto há muito pouco tempo, em 1941, pela geóloga Tatiana Ustínova, que chegou ali com um guia em um trenó puxado por cães. Em 2007, o vale desapareceu da face da terra devido a um deslizamento, mas, em 2013, os gêiseres começaram a esguichar novamente, já que um novo deslizamento liberou a barragem natural.

Hoje, o modo mais comum de chegar ali é saindo de helicóptero de Petropavlovsk-Kamtchatski.

3. Carélia

O mapa desta república do norte é entrecortado por lagos e cachoeiras, dando a impressão de que ali há mais água que terra. Pode-se explorar os penhascos, cobertos por densas florestas de coníferas, eternamente, mas se você quiser ficar impressionado instantaneamente não deixe de visitar o parque montanhoso Ruskeala — que está a apenas um dia de viagem de São Petersburgo e cujo último trecho é transposto em um trem totalmente retrô cheio de charme.

4. Altai

A cordilheira de Altai ainda têm muitos caminhos inexplorados e uma viagem ali não é recomendada para quem só gosta de conforto. Mas para aqueles dispostos a sofrer com as condições espartanas e as caminhadas de vários quilômetros, abrem-se vistas incríveis dos picos das montanhas, rios de rápido fluxo e várzeas floridas. Fica em Altai uma das autoestradas mais bonitas da Rússia, a Tchuiski.

5. Istmo da Curlândia

No extremo oeste da Rússia há uma reserva natural única, onde nasceram árvores “dançantes” das formas mais extravagantes possíveis ao longo de uma estreita faixa de areia de quase 100 quilômetros de comprimento. Ali pode-se percorrer as incríveis trilhas ecológicas com um (áudio) guia entre as dunas e praias futuristas de areia, assim como respirar o ar fresco dos pinheiros.

6. Manpupunior

Estas pedras gigantes nos Urais já foram montanhas em algum ponto da história, mas a ação erosiva do vento e do tempo as reduziu a esses pilares. É verdade que o povo “mansi” local tem suas próprias lendas sobre como seus ídolos de pedra chegaram ali. É possível chegar ao local de helicóptero, mas também se pode fazer uma enorme caminhada que passa pelo local do incidente de Diatlov.

7. Pilares do Lena

Estas falésias de outro mundo se estendem por 40 quilômetros ao longo do rio Lena, refletindo de forma pitoresca em suas águas. Os “pilares” são um monumento a vários ciclos evolutivos e preservam os restos de criaturas da era paleozoica. Ali foram encontrados também mamutes e outros mamíferos extintos. Para chegar ao local, pode-se ir de barco no verão ou de motoneve no inverno, a partir de Iakútski.

8. Monte Elbrus

A cordilheira do Cáucaso é um tesouro de maravilhas naturais, com cachoeiras e lagos de montanha. Todo esse esplendor é coroado pelo Monte Elbrus, o pico mais alto da Europa, apelidado de “Everest russo”. De lá pode-se avistar todo o Cáucaso e uma experiência interessante é hospedar-se no hotel-capsula do pico da montanha.

9. Caverna de Gelo Kungur

Dos picos partimos ao subterrâneo. Próximo da cidade de Perm, nos Urais, fica um palácio de gelo subterrâneo onde reina o inverno eterno. Você não encontrará uma rainha da neve ali, mas cada passo revela inúmeras grutas, lagos subterrâneos, cristais, estalactites e estalagmites de neve.

10. Platô Putorana

Este planalto algo único no remoto norte da Sibéria e está crivado de antigas armadilhas: desfiladeiros profundos através dos quais a lava vulcânica fluiu centenas de milhares de anos atrás. É uma área de falésias, cachoeiras e lagos incríveis. A área deste planalto montanhoso é de quase 250.000 quilômetros quadrados (para ter ideia, o Parque Nacional Iguaçu, no Paraná, tem cerca de 1.700 quilômetros quadrados).

11. Vulcões do Kamtchátka

As paisagens de Kamtchátka são impressionantes por sua diversidade. O mais surpreendente são seus vulcões, que, como dizem os turistas, literalmente magnetizam os olhos. Nesta região, 30 vulcões ativos e 300 extintos estão listados como patrimônios mundiais da UNESCO. Alguns emitem nuvens de fumaça, outros entram em erupção mesmo.

Muitos desses vulcões, especialmente perto da cidade de Petropavlovsk-Kamtchátski, podem ser escalados em excursões organizadas.

12. Lago Sassik-Sivach

A Península da Crimeia é rica em belezas naturais. As montanhas ali são baixas, mas incrivelmente cênicas, e há cavernas, praias selvagens e paisagens incríveis. Mas um lugar perto da cidade de Ievpatoria é verdadeiramente único e atrai multidões de “instagrammers”: o Lago Sassik-Sivach, cuja cor varia do rosa ao coral brilhante, dependendo da época do ano. E tudo por causa de suas algas, que produzem betacaroteno. Aliás, este é um lago salgado.

13. Baía Tikhaia, Sacalina

A baía Tikhaia (do russo, “silenciosa”) é um dos lugares mais pitorescos da distante ilha Sacalina, no extremo leste da Rússia, já bem próximo do Japão. Mesmo com o mau tempo, a baía é protegida do vento pelos costões rochosos que parecem abraçá-la de ambos os lados.

Os turistas podem escalar as colinas locais e admirar a baía de lá de cima.

14. Cachoeira Kinzeliuk

Esta vista absolutamente incrível se abre para o corajoso explorador que penetra no lugar mais difícil de alcançar das montanhas Saian, no Território de Krasnoiarsk. A cachoeira tem quedas lindas de um lago de montanha para outro e, em seguida, para um rio de montanha. A cachoeira chega a 90 metros de altura.

15. Areias de Tchara

Esta região desértica, que fica 700 quilômetros a leste do Lago Baikal, é uma das mais estranhas do mundo. Seus 30 quilômetros quadrados de areia são cercados por floresta de taiga, pântanos e lagos, e a transição do deserto para outros tipos de paisagem é muito abrupta. Além, talvez, do Atacama, onde mais se pode ver um deserto lado a lado com picos de montanhas cobertas de neve?

16. Terra de Francisco José

Este arquipélago de mais de 190 ilhas no Oceano Ártico surpreenderá os viajantes com seu incrível cenário de neve. Também nesta zona de permafrost fica localizado o ponto mais setentrional da Rússia. Uma das maravilhas mais extraordinárias da Terra que se pode encontrar ali são as pedras perfeitamente redondas da Ilha Champ. Os cientistas ainda não chegaram a um consenso sobre como elas se formaram.

17. Pântano de Vassiugán

É difícil imaginar que um pântano possa ser digno de atenção, quanto mais uma maravilha natural. No entanto, este pântano na região de Tomsk é completamente extraordiário, mesmo que apenas por seu vasto tamanho. Com 53.000 quilômetros quadrados, ele é maior que alguns países europeus - e também está em constante expansão. Ele também é um enorme reservatório de água doce e por isso está sob proteção do Estado. Além disso, a turfa ali ajuda a desacelerar ol aquecimento global.

18. Lago Elton

O sal deste lago já foi servido na mesa de jantar dos tsares russos e nobres eminentes. Atualmente, o sal é extraído principalmente do lago vizinho, o Baskuntchak, e o Elton se tornou um marco natural.

Quando está quente, a água seca quase completamente ali, fazendo com que o sal grude como gelo nas plantas e em tudo o mais no lago. Assim, os turistas são aconselhados a usar sapatos fortes para evitar queimaduras de sal.

19. Monte Bolchoi Bogdo

Perto do lago salgado Baskuntchak, na região de Ástrakhan, há uma montanha fora do comum: a cúpula de sal é coberta com arenito e argila e o processo de intemperismos criou divertidos penhascos “cantantes”. Ali há muitas cavernas e nichos onde se podem ver vestígios de seres antigos.

20. Lago Jack London Lake

Na região de Magadan, perto do rio Kolimá, há um lugar pitoresco: um lago estreito e alongado com uma paisagem sinuosa que lembra um fiorde. O clima ao redor é severo: não é à toa que a área é notória como o local dos campos Gulag mais duros da época soviética. Mas mesmo a beleza natural prevaleceu, apesar das páginas mais horríveis da história que se passaram por ali.

Acredita-se que seu nome fora do comum tenha sido cunhado por geólogos que eram fãs do escritor norte-americano. Mas reza a lenda também que os membros da primeira expedição para o local encontraram, misteriosamente, uma cópia do livro de Jack London “Martin Eden” à beira do lago.

 

VEJA TAMBÉM: 11 lugares em Moscou que são um túnel do tempo direto para a URSS

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies