Os 10 edifícios e locais mais lindos de Iekaterimburgo (FOTOS)

Legion Media
Esta é a cidade onde a família Românov foi brutalmente assassinada e onde nasceu e fez carreira o primeiro presidente da Federação Russa, Borís Iéltsin. E esses eventos são relembrados ali em locais recém-construídos.
  1. Casa Sevastianov

Reza a lenda que o dono dessa casa morava em um pequeno local acabado do outro lado da mansão em forma de palácio, para poder sempre observá-la e apreciar sua beleza. Embora isso possa muito bem ser uma versão exageradamente romantizada da história, Nikolai Sevastianov, um funcionário do Império Russo, gostava tanto desse palácio que encomendou uma reformulação extravagante do exterior da mansão, que lhe conferiu seu visual atual.

Depois que Sevastianov foi promovido e transferido a São Petersburgo, a mansão foi comprada pelo Estado e, posteriormente, ocupada por um escritório do tribunal local. Após a Revolução de 1917, o edifício sediou a primeira conferência bolchevique de Iekaterimburgo com um sinal no telhado de "Glória à classe trabalhadora".

A Casa Sevastianov recebeu os delegados da Organização de Cooperação de Xangai durante a cúpula da organização, em 2009.

  1. Iéltsin Center

O Centro Presidencial Borís Iéltsin foi inaugurado em 2015, na cidade de Iekaterimburgo, onde nasceu o primeiro presidente da Rússia. O estabelecimento foi criado para preservar, estudar e apresentar ao público a obra do primeiro presidente da Rússia e a história da Rússia contemporânea.

O edifício principal é um museu interativo com muitos artefatos reais da vida de Iéltsin, incluindo sua limusine presidencial e uma cópia meticulosamente recriada de seu gabinete no Kremlin. Não foi a primeira vez, porém, que se recriava seu gabinete do Kremlin ali: quando anunciou sua renúncia no discurso de Ano Novo de 31 de dezembro de 1999, os móveis e todos os detalhes de seu escritório no Kremlin já haviam sido reproduzidos em Iekaterimburgo, de onde ele já não tinha condições de sair para viajar a Moscou e fazer a renúncia.

Atualmente, o centro possui 9 salas e recebe regularmente passeios, palestras e festivais de cinema, além de abrigar uma galeria de arte e diversas lojas e cafés.

A construção do complexo custou sete bilhões de rublos (é difícil calcular o preço em dólares, pois a taxa de câmbio flutuou drasticamente durante o período de construção, mas, em novembro de 2015, essa soma era superior a US $ 100 milhões). Mais da metade da soma foi cedida pelo governo russo. O centro foi projetado pela Ralph Appelbaum Associates, um dos principais escritórios de arquitetura dos EUA.

  1. Edifício Antigo da Estação

Esta magnífica estação ferroviária foi construída em 1879. Ela tem uma estação “gêmea”, localizada em Perm, a 300 quilômetros de Iekaterimburgo.

Embora originalmente fosse uma estação ferroviária civil, foi reaproveitada em 1914 (quatro anos antes do início da Revolução dos bolcheviques) para transportar apenas pessoal militar e trens do exército. Hoje, a estação não serve mais a seu propósito original, abrigando um museu dedicado à história do sistema ferroviário da região.

  1. Teatro de Ópera e Balé de Iekaterimburgo

O edifício, construído entre 1904 e 1912, foi a principal realização do arquiteto russo Vladímir Semionov antes de sua família ser forçada à imigração pelas autoridades tsaristas - que suspeitavam que a mulher dele simpatizasse com os bolcheviques.

Ironicamente, foi neste edifício que o Conselho de Deputados dos Trabalhadores e dos Soldados de Iekaterimburgo proclamou o estabelecimento do poder soviético na cidade e nos Urais.

Após o retorno do exílio, Semionov foi arquiteto-chefe de Moscou entre 1932 a 1934, um alto cargo estabelecido após 1917.

  1. Circo de Iekaterimburgo

Antes que este impressionante edifício fosse construído, em 1980, a cidade tinha um circo feito de madeira. Quando o edifício original foi incendiado, em 1976, iniciou-se a construção deste.

No momento da construção, ele era considerado um dos melhores edifícios de circo em toda a URSS, adequado para atos circenses complexos.

A característica que torna esse edifício único é sua cúpula branca, feita de semiarcos.

  1. Edifício do Conselho da Cidade de Sverdlovsk

Este é um dos principais marcos arquitetônicos de Iekaterimburgo. Antes da Revolução de Outubro de 1917, esta terra era ocupada por um Gostini Dvor, um mercado da Rússia tsarista. Mais tarde, o prédio antigo, que hoje já não existe mais, abrigava filiais locais de um museu regional.

Tudo mudou na década de 1930, quando, pouco a pouco, o prédio antigo começou a ser reformado e transformado em algo totalmente novo. O período de transformação durou até 1954, quando o edifício resultante recebeu uma torre decorada com uma estrela de cinco pontas iluminada por dentro. Foi essa torre de 61 metros de comprimento que fez da Prefeitura de Sverdlovsk a construção de um marco arquitetônico dominante na cidade.

Hoje, ele abriga a prefeitura e a Duma da cidade de Iekaterimburgo, um órgão legislativo.

  1. Igreja de Todos os Santos

Esta igreja moderna, construída apenas entre 2000 e 2003, tem um status especial para os fieis e a cultura russa, pois foi construída no local da Casa Ipatiev, local onde o último imperador da Rússia, Nikolai 2°, e sua família foram executados pelos bolcheviques, no verão de 1918.

A casa de Ipatiev foi demolida em 1977, sob ordem de Borís Iéltsin, enquanto este era chefe regional do Partido Comunista.

Apesar disso, os peregrinos ainda visitavam o local. Em 2003, a Igreja Ortodoxa Russa inaugurou o novo templo e um complexo memorial dedicado à família Românov.

  1. Casa dos Comerciantes Agafurovi

Antes da Revolução, três irmãos da família Agafurov moravam em Iekaterimburgo. O pai deles, Khisametdin Agafurov, havia estabelecido uma pequena empresa comercial na década de 1870, vendendo frutas e tabaco.

Quando Khisametdin Agafurov morreu, em 1883, seus filhos rapidamente expandiram os negócios da família para outras cidades do Império Russo. Eles transformaram uma empresa comercial modesta em uma casa comercial conhecida não apenas em Iekaterimburgo, mas também em outros cantos do império. A casa comercial dos irmãos também começou a negociar ouro e prata, perfumes e acessórios de caça, sapatos, artigos de papelaria e outros itens populares.

Após a Revolução Bolchevique, a extensa família Agafurov fugiu, primeiro para o Japão e, depois, para a cidade chinesa de Harbin – que por um tempo foi um refúgio seguro para muitos emigrantes russos e russos antirrevolucionários da época. Apesar de a empresa outrora bem-sucedida ter fechado logo depois, o legado da família Agafurov permanece em Iekaterimburgo até hoje.

Um dos locais mais importantes relacionados à família de comerciantes é a Casa dos Mercadores, que pertenceu a Zainetdin Agafurov, um dos três irmãos.

  1. Arena de Iekaterimburgo

Diferentemente do estádio Fisht, em Sochi, construído do zero antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 e da Copa do Mundo de 2018, este estádio nasceu na década de 1950. No entanto, o antigo prédio passou por uma grande reconstrução entre 2006 e 2011, que o transformou na agora icônica Arena Iekaterimburgo, conhecida por fãs de futebol de todo o mundo.

A Arena Iekaterimburgo sediou quatro jogos da Copa do Mundo com as seleções de futebol da França, Egito, Uruguai, Peru, Japão, México, Senegal e Suécia.

  1. Centro Empresarial Aurora

Este edifício moderno em forma circular é tão vívido e extraordinário que é difícil ignorar tanto para moradores locais quanto para turistas. Isso ocorre devido a vários painéis de cores diferentes que criam um semi-mosaico quase na fachada.

Os arquitetos do edifício se inspiraram nas obras do artista alemão moderno Gerhard Richter. Basta dar uma olhada em sua obra “1024 cores” para entender!

LEIA TAMBÉM: Quem venceria a briga: um tigre siberiano ou um urso pardo?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies