5 coisas que costumam decepcionar turistas estrangeiros na Rússia

Getty Images
A Rússia não é para os fracos. Você não encontrará nenhum dos pontos fracos abaixo em guias turísticos, mas que sirvam de alerta – e não impedimento.

Sim, a Rússia possui arquitetura gloriosa, culinária rica e pessoas cheias de questionamentos. Mas, apesar desses pontos positivos, há também os negativos... O Russia Beyond perguntou a estrangeiros o que os deixou descontentes em viagem ao país.

Comunicação difícil

“Fui para ao Hermitage”, escreveu uma leitora do Russia Beyond, chamada Christa Yona, no Facebook. “Os locais parecem não conseguir fazer fila. Eu tentei explicar os méritos das filas para eles, mas eles não falavam inglês”, continuou. Eis a triste notícia: muitos russos costumam ter problemas com línguas estrangeiras, embora costumem estudá-las na escola e nas universidades. Mas o russo é bem difícil de aprender também – além do alfabeto cirílico, a lógica da gramática é muito diferente da do português. E muitas placas de rua estão apenas em russo (mesmo em Moscou, embora, às vésperas da Copa, muitas placas também tenham ganhado versões no alfabeto latino. “Aqueles que não conhecem o alfabeto cirílico devem viajar com um grupo, para que não fiquem desorientados”, sugere Adrienne Harris, no Facebook.

O que fazer para evitar se perder? Use um tradutor e mapas on-line para encontrar o local desejado. Ou aprenda algumas palavras em russo! 

Espaço pessoal? O que é isso?

A canadense Sophie Daoust lembra que pegar ônibus no centro de São Petersburgo era “um pouco traumático”: estavam sempre lotados, e as pessoas continuavam empurrando para entrar. E elas não pareciam se incomodar com o ônibus. “Ao mesmo tempo, admiro muito a capacidade do motorista de passar por isso.” Seja como for, esteja preparado para ter seu espaço pessoal invadido algumas vezes durante a visita.

O que fazer para evitar se sentir em uma “lata de sardinha”? Tente ser educado e tenha calma, muita calma. Lembre-se, não é nada pessoal! 

Ir ou não ao banheiro? Eis a questão

Ir a banheiros no transporte público da Rússia é uma das coisas mais decepcionantes para os estrangeiros – até porque dificilmente conseguem encontrá-los! Mesmo no metrô de Moscou, há apenas alguns nas principais estações – e você só poderá usá-los se estiver munido de um cartão Troika (uma espécie de bilhete único).

LEIA TAMBÉM: O que significa um dia na vida da gigante Moscou? 

A maioria dos trens regionais não possui vaso sanitário, ou estão fora de serviço – ou estão imundos. Mas, ainda mais frustrante é enfrentar esses problemas quando se viaja entre cidades de trem – por isso, tenha cuidado ao comprar os bilhetes. Nos trens antigos, os banheiros geralmente destroem qualquer boa impressão de uma viagem.

O que fazer para evitar um acidente? Verifique os truques on-line que as pessoas usam ao escolher o trem – e não tenha expectativas quanto aos banheiros públicos.

Clima inesperado

Quase todos os filmes de Hollywood retratam a Rússia como o país do inverno sem fim, com neve e temperaturas congelantes. Mas se você acha que terá que usar um casaco de inverno e chapéu de lã, não se anime muito. O clima no país pode ser muito inconstante, mesmo dentre de uma mesma região. Junho de 2019, por exemplo, foi bem quente em Moscou – cerca de 30ºC durante todo o mês, enquanto junho passado foi mais frio – com uma média de apenas 20ºC. Os invernos também podem ser inesperadamente quentes. Ou frios. Nunca se sabe. É por isso que os russos têm que manter todo tipo de roupa nas quatro estações – durante o ano inteiro.

O que fazer para evitar parecer um bobo? Tenha esperança que tudo dará certo. Pelo menos, é fácil comprar uns looks mais quentes na Rússia – ou tirá-los no verão!

Filas para a maioria das atrações

É impossível deixar de visitar o Mausoléu de Lênin na Praça Vermelha de Moscou, não é? Mas, antes de entrar, os turistas têm que enfrentar um longa e demorada fila – para gasta menos de um minuto lá dentro. Se quiser ficar em filas ainda maiores, vá a qualquer museu famoso, como o Hermitage, em São Petersburgo, por exemplo.

O que fazer para evitar tanta perda de tempo? Comprar ingressos pela internet deve ajudá-lo(a) a economizar tempo nas filas mais famosas de Moscou (com exceção do já citado Mausoléu, que é grátis e, portanto, não há como escapar da multidão).

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies