8 maravilhas naturais na Rússia que são de acesso (relativamente) fácil

Visitar reino do gelo ou observar focas sorridentes são algumas das atrações.

A Rússia está cheia de maravilhas geográficas, mas muitas delas ficam longe das grandes cidades e, por isso, a viagem representa um certo desafio. O Russia Beyond reuniu uma lista de lugares incríveis que são relativamente fáceis de acessar.

Lago Baikal, região de Irkutsk

Uma das maravilhas naturais mais famosas da Rússia e símbolo da Sibéria, o Baikal é o maior lago e a maior fonte de água doce do mundo. No verão, é possível viajar para a ilha Olkhon e observar as sorridentes focas-do-Baikal. Já no inverno, o lago se transforma em uma gigante pista de gelo. As cidades mais próximas ao Baikal são Irkutsk e Ulan-Ude, ambas conectadas a outras cidades por avião ou trem.

Istmo da Curlândia, região de Kaliningrado

Contemple vistas deslumbrantes e longas caminhadas ao longo das dunas de areia no cênico Parque Nacional Istmo da Curlândia, na Rússia ocidental. Quase um milhão de turistas visitam a região anualmente para desfrutar das dunas – tão altas como prédios de vários andares –, das florestas de pinheiros e das quilométricas praias do Báltico. Para chegar ao Istmo, basta pegar um ônibus em Kaliningrado.

Caverna de Kungur, região de Perm

LEIA TAMBÉM  8 recordes geográficos que tornam a Rússia imbatível

Os tesouros congelantes dos Urais podem ser encontrados na caverna de gelo de Kungur. Entre as atrações estão enormes estalactites sobre a cabeça, blocos glaciais aparentemente eternos sob os pés e lagos subterrâneos. Depois de sair de um túnel de 40 metros, chega-se a um reino permafrost feito de gelo antiguíssimo. A caverna está localizada perto da cidade de Kungur, que é de fácil acesso partindo de Perm.

Santuário Natural Stolby, Krasnoiarsk

O Santuário Natural Stolby, com seus pilares de pedra e montanhas, está situado na cidade siberiana de Krasnoiarsk. Neste local é possível passar um dia inteiro na taiga, cercado por gigantescos penhascos rosas e cinzas. Séculos de batalha contra água, vento e variações de temperatura produziram várias formações rochosas – por vezes, bizarras. É o lugar perfeito para fugir do caos da cidade.

Lago Elton, região de Volgogrado

O Elton é um dos lagos mais ricos em minerais do mundo, tornando-se uma espécie de análogo russo do Mar Morto. Rodeado pela infinita estepe de camomila, essa bacia de água salgada é acessada de ônibus a partir de Volgogrado, Saratov ou Ástrakhan.

Parque Nacional Ruskeala, Carélia

A Carélia é frequentemente chamada de “terra das florestas e lagos”. Mais da metade da região é arborizada, e 40% do território é coberto por lagos, rios e pântanos. Essa geografia faz da Carélia um destino popular para aventuras ao ar livre. Talvez, o lugar mais bonito da região seja o parque de mineração Ruskeala, famoso por suas cachoeiras de cristal. A cidade mais próxima é Sortavala, de onde se pode chegar de Petrozavodsk ou São Petersburgo via trem e, em seguida, pegar um ônibus local.

Monte Elbrus, Kabardino-Balkária

O Monte Elbrus, localizado no Cáucaso, é na verdade um vulcão composto. É a montanha mais alta da Rússia, e é possível curtir uma bela vista sem subir ao topo. Afinal, escalar ao topo do Elbrus é um esforço sério que requer preparação e um guia profissional. As cidades grandes mais próximas são Naltchik e Mineralnie Vodi. De lá, basta pegar o transporte local para Terskol, a cidade-resort mais famosa da região. 

Cordilheira de Altai

Essas montanhas são frequentemente comparadas com os Alpes por causa de suas vistas pitorescas e vastos campos verdes. Seu ponto mais alto é o Monte Belukha, Patrimônio Mundial da UNESCO e parte das Montanhas Douradas do Altai. Os russos o chamam de Belukha, que tem origem na palavra russa “bely” (“branco”), pois seu pico fica coberto de neve o ano todo. As cidades mais próximas da Cordilheira são Gorno-Altaisk e Barnaul, ambas com conexões para outros destinos.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies