O que fazer em Iekaterinburgo, uma das sedes da Copa 2018

Legion Media
Comida de rua, brinquedos sexuais antigos e uma floresta na cidade.

O Russia Beyond apresenta três itinerários para os torcedores de futebol mais curiosos, famintos e amantes da natureza no local de nascimento de Boris Iéltsin.

Para os famintos

A cidade possui algumas das comidas de rua mais incríveis – de hambúrgueres e sanduíche de churrasco grego até tortas vietnamitas. Para quem quer beliscar alguma coisa enquanto anda pelo centro, há vans da rede “Vkus Ulits” (Sabor da Rua), que oferecem comida típica de vários países, como Grécia, EUA, Itália e Peru.

Outra rede popular e onipresente é a “A d gde?” (Onde você está?). Por apenas US$ 2 a 5, você pode pedir um hambúrguer em pão preto, ou, se estiver em uma dieta, pode optar por ter sua carne envolta em uma folha de alface. No café da rua Malysheva 29, paga-se pouco para pedir filé de carne, atum e frango (o mais caro custa US$ 7,50).

O que mais experimentar em Iekaterinburgo? Cerveja local é sempre uma boa pedida, dirão os moradores dos Urais. Existem vários locais de produção de cerveja artesanal, onde não apenas servirão cerveja, mas também falarão sobre os vários tipos de bebidas alcoólicas e oferecerão um pouco de queijo da fazenda ou charque de cavalo.

Para aqueles que preferem restaurantes tradicionais, visite Vertikal, que tem uma vista panorâmica da cidade. Esse estabelecimento está localizado no 51º andar de um dos edifícios mais altos do Centro Empresarial Vissótski de Iekaterinburgo. No topo desse edifício há um deck de observação. A entrada custa US$ 6 e inclui um ingresso para o Museu Vladímir Vissótski dedicado ao famoso músico russo-soviético.

Para os curiosos

O museu de sexo Ob Etom, fundado em 2010, é o segundo do tipo na Rússia e o décimo no mundo. Visite a exposição “Sexo e Tempo” e veja como os pássaros e as abelhas foram retratados por artistas e escritores soviéticos. Você pode até mesmo conferir os brinquedos eróticos da Rússia antiga.

Iekaterinburgo é também o berço do primeiro presidente da Rússia moderna, Boris Iéltsin, e, por isso, a cidade possui um museu dedicado a ele, o Centro Iéltsin. Este é um local obrigatório para todos os interessados ​​na história russa a partir dos anos 1990. Além disso, ali também é possível experimentar pratos feitos de acordo com as receitas da esposa do ex-presidente, Naina Iéltsina, no café Barboris.

Adeptos de esportes radicais podem ainda fazer um tour pela Iekaterinburgo subterrânea: os lagos e os porões escondidos em Tchekist. A entrada para essas áreas ocultas está localizada no bar Spyascheya Sobaka, na rua Pervomaiskaya, 40.

Para os amantes da natureza

Na rua 8 de março, situada bem no centro de Iekaterinburgo, há um jardim botânico repleto de plantas exóticas e fontes jorrando água durante o verão. Existe também outro jardim botânico, embora mais longe do centro, na rua Sofia Kovalevskaya. No verão, bandos de cisnes negros e brancos podem ser vistos nesse local.

O lago Chartach é mais um cantinho da natureza na cidade, onde pode-se chegar de bonde a partir do centro. Há uma colina ao lado da entrada do parque que na antiguidade costumava ser um lugar de sacrifício. Hoje, porém, oferece uma vista maravilhosa de todo o parque florestal.

Recentemente, a cidade de Iekaterinburgo também ganhou o primeiro grafite criado por inteligência artificial.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies