Primeiro grafite criado por inteligência artificial surge na Rússia

Maxim Loskutov/STENOGRAFFIA
Usando spray, robô recriou sozinho mural do século 4.

Um robô empunhando uma lata de spray recriou um mural do século 4 ao lado de um edifício residencial em Iekaterinburgo, nos Urais. O projeto, inédito no país, integrou o festival de arte de rua e grafite “Stenograffia”, ocorrido na cidade no final de maio.

O mecanismo de inteligência artificial foi programado por uma equipe do gigante de tecnologia russo Yandex para recriar as partes que faltavam de um mosaico encontrado na vila romana La Olmeda (Espanha), famosa por seus ricos interiores.             

“Queríamos que tudo fosse como na vida real – se a ideia é criar um grafite, então, nosso robô deve trabalhar como um artista de rua”, diz Anna Kliots, coordenadora do projeto. “Por isso, abandonamos a tinta acrílica em favor de latas de spray”, continua.

“O robô foi totalmente automatizado, não foi controlado remotamente. O único papel humano nesse processo foi trocar as latas de spray a cada 15 a 20 minutos”, conta Kliots. “E ele se comportou como um artista de verdade – furando prazos, sendo temperamental e, às vezes, esquecendo completamente o trabalho. Os últimos detalhes foram finalizados duas horas antes do início de nossa conferência Yandex – ele [o robô] nos deixou muito nervosos no final”, acrescenta a coordenadora.

O robô de inteligência artificial não foi a única atração inovadora no festival de arte de rua e grafite em Iekaterinburgo – entre outras curiosidades, havia uma grande tela verde com a inscrição “Primeiro chroma key público. Faça filmes em sua cidade natal!”.   

Você já viu grafites em florestas? No começo deste ano, o artista moscovita Evguêni Tches usou folhas de celofane esticadas entre duas árvores como telas para os desenhos

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 

Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies