Aeroporto Sheremetyevo, em Moscou, ganha novo terminal

Anton Kardashev / Moskva Agency
O maior aeroporto da Rússia ficou ainda mais espaçoso com a adição de outro terminal. Para chegar a ele, basta pegar uma espécie de metrô sem motorista.

Acesso ao transporte para transferência de terminal, com elevadores e escadas.

Entrada para o “aviametro”, um elevador horizontal com portas e paredes de vidro. 

Cada vagão do trem que liga os terminais novo ao antigo tem 8 assentos e 19 lugares em pé, e cada trem é composto por quatro vagões.

Os trens chegam a cada quatro minutos, e o trajeto entre os dois terminais do aeroporto também dura quatro minutos.

A escada rolante seguinte leva à área de embarque. O interior do Terminal B é, em grande parte, reminiscente do estilo russo da década de 1930.

Mas não em todos os espaços. Em alguns deles, os passageiros são lembrados de que se trata de um aeroporto moderno, com exposições pelas paredes.  

Para farejar drogas e contrabando, são usados cães de uma raça originada do cruzamento de chacal do Cáucaso do Norte e cão de pastoreio de renas do Ártico.

Há terminais de autoatendimento para fazer check-in, onde é possível imprimir o cartão de embarque e pagar por bagagem extra.

Este é o business lounge chamado Rublev, em homenagem ao artista medieval russo, e possui o maior buffet do mundo.

O design lembra a cúpula de igreja e cerca trançada de uma aldeia remota da Rússia.

A sala VIP para celebridades e políticos possui um interior ainda mais sofisticado e poltronas relaxantes.

Esta é a área de transferência para voos domésticos.

Os novos restaurantes são decorados em estilo próprio, mas não fogem do conceito geral do terminal.

Sabia que os aeroportos de Moscou proíbem pessoas de deitar no chão e se trocar no banheiro? Conheça todas as regras.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais
Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.