Tchurtchkhela da Crimeia: nozes e suco em uma só sobremesa! (RECEITA)

Legion Media
Este suvenir comestível é muito popular entre os turistas em Sôtchi e na Crimeia.

A tchurtchkhela é uma sobremesa feita com nozes crocantes fritas e suco de uva doce. A mistura é fervida até obter uma consistência cremosa. Adultos e crianças são loucos por esta sobremesa!

A palavra “tchurtchkhela” é bastante antiga e tem dois radicais: “tchur”, que significa “frio”, e “tchkhel” que é traduzido como “quente”. A união dessas palavras não é aleatória, pois coincide com o processo de cozimento: inicialmente, a tchurtchkhela é imersa em uma massa consistente e quente de suco e, depois, é resfriada usando fios para pendurá-la.

Embora tchurtchkhela seja uma sobremesa tradicional da Geórgia, ela também é muito popular no litoral russa do Mar Negro. A receita, assim como o formato, não mudou desde o século 11. Naquela época, as donas de casa cozinhavam a tchurtchkhela e davam-na aos maridos quando eles iam para a guerra. Reza a lenda que a tchurtchkhela era o tipo de alimento mais “cheio de substância”. Hoje ela é um tipo de "superalimento", e por um bom motivo: as nozes são incrivelmente ricas em nutrientes. Duas tchurtchkhela eram suficientes para fornecer energia para suportar longos e difíceis dias de luta. Além disso, a tchurtchkhela pode se manter por muito tempo sem estragar e, assim, pode-se levar uma grande quantidade dela como alimento durante a guerra.

Outro benefício é que é muito saudável é que a tchurtchkhela é feita apenas com ingredientes naturais e saudáveis. Mesmo assim, deve-se ter cuidado para não exagerar, especialmente você estiver acima do peso, tiver diabetes ou estiver grávida.

Na minha família, este doce prazer está associado, em primeiro lugar, às viagens de verão à beira-mar. A palavra tchurtchkhela me lembra vividamente dos balneários do Mar Negro. Todos os que já estiveram nesses lugares podem confirmar que quase todas as praias ali têm pequenas mercearias locais cheias de tchurtchkhela vermelhas, amarelas ou verdes.

É difícil e demorado fazer tchurtchkhela em casa, então sugiro que façamos uma versão simplificada, mas deliciosa.

Ingredientes:

  • 1 litro de suco fresco (de uva ou romã);
  • 250 g de farinha (peguei grãos inteiros para ficar bem nutritivo);
  • 1 colher de chá de mel (a gosto; mas quanto mais doce, melhor);
  • 300 g de nozes;
  • Linha;
  • Agulha.

Modo de preparo:

1. Começamos com a massa. Pegue um copo de suco (usei uma mistura de suco de uva e de romã, mas você pode escolher seu predileto) e misture com farinha de modo a não deixar embolotar.

2. Leve a massa a fogo baixo em uma panela, mexendo sempre e com cuidado, e vá acrescentando o suco restante aos poucos. Mexa bem.

3. Quando a massa começar a ferver, continue mexendo vigorosamente por pelo menos mais 10 minutos. Durante esse tempo, deixaremos a massa se assemelhar a uma gelatina grossa — mas, antes de desligar o fogo, certifique-se de que ela não esteja com gosto de farinha.

4. Como resultado, obtemos uma mistura grossa que se parece com a da foto abaixo. Ela é chamada de “tatara”.

5. Coloque as nozes em uma frigideira quente e frite em fogo médio por 2 a 3 minutos, mexendo sem parar com uma colher de pau. Cuidado para não deixar queimar.

6. Enquanto nossa mistura esfria, faremos a parte mais fácil. Prepare a agulha e o fio de 40 a 50 cm de comprimento. Em seguida, passe pela agulha a quantidade necessária de nozes - coloquei cerca de 15 metades de nozes e consegui um “colar” de cerca de 20 a 22 cm — já que não preciso de uma tchurtchkhela muito longa, que seria difícil de secar no forno. Mas você pode fazer a tchurtchkhela com qualquer comprimento que desejar.

Você deve obter aproximadamente 7 a 8 “colares”. Se você mora no campo, deixe os fios de nozes ao sol por algumas horas para evitar o surgimento de mofo. Mas, se você mora na cidade, como eu, pule esta parte e passe para a próxima etapa.

7. Agora, vamos banhar cuidadosamente os fios de nozes com a massa de suco. Cubra os “colares” com a “tatara” — se estiver tudo certo, a tchurtchkhela não pingará.

8. Pendure imediatamente cada tchurtchkhela após banhá-las. Um local bom para fazê-lo é no espaço entre duas cadeiras ou no forno. Escolhi o forno, e o resultado vocês podem ver na foto abaixo.

9. Deixe a tchurtchkhela secar por alguns dias. Ela estará pronto quando os fios de nozes não estiverem mais pegajosos.

Você pode se deliciar com a tchurtchkhela assim que ela secar, mas ela deve ser guardada em local escuro, embrulhada em toalhas.

Priátnogo appetíta!

LEIA TAMBÉM: Torta russa inspirada nos biscoitos das ‘bábuchkas’ com frutas vermelhas (RECEITA)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies