‘Vatruchka do rei’, a torta que era a delícia das festas reais russas (RECEITA)

Getty Images
Apesar de pequena, esta sobremesa tem um sabor incrível e parece saída de um guia de restaurantes gourmet!

Nome ardente

A palavra “vatruchka” tem uma origem antiga. Existem várias versões de como ela chegou até os dias atuais. Uma hipótese é que a palavra “vatruchka” vem de um dialeto ucraniano ocidental no qual “vatra” significa “fogueira”. Outra é a de que a palavra foi tomada emprestada da língua romena, em que “vatra” significava uma espécie de “pão achatado assado no fogo”.

Mas tudo leva a crer que há fogo na raiz desse nome, já que os povos antigos preparavam a "vatruchka" em enormes fornos de pedra diretamente no fogo. Muitos anos depois, o preparo passou a ser feito em casa, mas a receita foi passada de geração em geração, chegando aos dias atuais com algumas alterações, porém ainda muito saborosa.

Como um prato simples se tornou o favorito da realeza

Na Rússia, a corte do tsar soube apreciar esse doce, originalmente camponês, e ele passou a ser essencial em todo banquete. Os cozinheiros sempre acrescentavam algo novo e grandioso à receita clássica. Também é importante notar que a “vatruchka” era muito popular na Rússia e na Ucrânia, mas também era bem conhecida na Europa Oriental. É possível que o aparecimento da “vatruchka do rei” também tenha sido influenciado por versões europeias desta sobremesa, razão pela qual é chamada de "vatruchka do rei'', e não “vatruchka do tsar”.

Doce e saudável

A massa básica da “vatruchka do rei” é sempre uma massa crocante, mas o recheio vai da sua imaginação. Uma variação clássica é a que leva ricota e “smetana” (creme de leite azedo ou Sour cream”), mas hoje em dia a torta também pode levar geleias, frutas frescas, chocolate e aromas peculiares.

4 dicas para uma “vatruchka” saborosa

Em primeiro lugar, muitos dos ingredientes desta receita podem ser substituídos. Em segundo, se você quiser que a “vatruchka do rei” cresça bastante, os ovos e o açúcar devem ser batidos com a batedeira, mas a farinha deve ser incorporada com uma espátula ou garfo. Em terceiro, ao assar a massa, nunca abra o forno — você corre o risco de batumar tudo! Finalmente, quando o forno estiver desligado, deixe a torta esfriar por 10 a 15 minutos.

Ingredientes:

Para a massa:

300 g de farinha;

50 g de açúcar;

1/2 colher de chá de fermento em pó;

1/2 colher de chá de sal;

100 g de manteiga.

Recheio:

450 g ricota com 5% a 9% de teor de gordura;

150 g de creme de leite azedo;

150 g de açúcar;

1 colher de chá de extrato de baunilha;

3 ovos.

Modo de preparo:

  1. Pegue uma tigela funda e misture a farinha, o sal, o açúcar e o fermento. Em seguida, rale a manteiga congelada para obter “flocos”.
  1. Em seguida, misture rapidamente os flocos de manteiga com a farinha usando as mãos até ficar com a consistência de migalhas de pão. Leve a tigela à geladeira por meia hora.
  1. Passemos ao recheio. Em uma tigela misture a ricota, o creme de leite azedo, o açúcar, a baunilha e os ovos. Misture bem até obter uma pasta homogênea.
  1. Coloque 3/4 da massa na assadeira. Pressione a massa nas laterais e na parte inferior da forma.
  1. Despeje o recheio na forma para que não derrame sobre as margens de massa.
  1. Polvilhe o resto da massa por cima do recheio.
  1. Leve a forma a forno pré-aquecido a 180 graus Celsius por aproximadamente 45 minutos. Depois que a torta estiver pronta, desligue o forno e deixe a torta por mais 15 minutos.
  1. Retire do forno e deixe esfriar até a temperatura ambiente. Desenforme.

Priátnogo appetíta!

LEIA TAMBÉM: Bolos soviéticos com nomes de cidades (RECEITAS)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies