Tcheburek, uma receita (neo) italianíssima!

Press photo
Já ouviu falar de tcheburek? Este pastelzinho frito é normalmente recheado de carne e tradicionalmente russo. Mas o chef italiano Gianmaria Sapia é quem ensina hoje sua receita secreta de tcheburek com lagostins e caranguejos. Aprenda aqui!

O chef Gianmaria Sapia sempre viveu no porto de Savona, na Ligúria, à beira do Mediterrâneo, onde sua família abriu um restaurante antes mesmo de ele nascer.

Aos 15 anos de idade, ele começou a trabalhar na cozinha do restaurante. Seu primeiro trabalho foi limpar e preparar mexilhões e lulas frescas. Os aromas e sons do preparo de molho de tomate caseiro, frutos do mar frescos, queijos, ovos sendo quebrados lembram a Gianmaria de sua infância.

Hoje ele é a mente por trás do cardápio do restaurante mexicano Mollusca, especializado mexilhões, na capital russa.

O que o trouxe a Moscou?

Vim para Moscou graças ao Instagram. Minha mulher é de Moscou e só de conversar com ela sobre a comida e a cultura russa, já comecei a me sentir atraído pela cidade. No final de 2017, o diretor do Mollusca me ofereceu a oportunidade de criar um menu para o restaurante com o conceito “tudo sobre mexilhões e frutos do mar”. Eu me apaixonei pela ideia imediatamente e em janeiro já estava em Moscou. 

Como você vê a culinária italiana?

A cozinha italiana é baseada na tradição e ninguém aceita qualquer mudança nela. Tenho grande respeito pelas receitas italianas, mas sempre tento introduzir algo de novo.

O macarrão, por exemplo, não precisa ser duro – ele pode ser líquidp. E o peixe pode ser servido na forma de espuma. E quem disse que as sobremesas têm que ser doces? Eles também podem ser salgadas.

É isto o que nos diferencia dos outros. Onde mais em Moscou você pode encontrar mexilhões com 33 molhos diferentes, desde o clássico Marinara até leite condensado ou wasabi ou Aperol Spritz? Nossas especialidades são os mexilhões em chocolate belga.

Quais são seus planos culinários para o futuro?

Por enquanto, só quero me concentrar em fazer o que estou fazendo, ou seja, usar ao máximo meu conhecimento e meu amor pela comida para dar a Moscou um pedacinho da minha Itália, mas de uma forma um pouco diferente e menos tradicional.

Você gosta de comida russa?

Eu amo! Eu gosto de chachlik [churrasco], borsch, pão preto, bolo medovik e okrôchka com kefir. Esta última, aliás, realmente me surpreendeu com seu sabor incrível!

Tchebureks com caranguejo e lagostim (rende 4 tchebureks) 

Ingredientes para o recheio:

100 g. de lagostins;

200 g. de carne de caranguejo;

150 g. de nata;

200 ml. de vinho branco;

10 g. de salsa;

5 g. de sal;

5 g. de pimenta preta;

150 g. de queijo tipo “brinza”;

½ cebola;

5 colheres de sopa de azeite.

Ingredientes para a massa:

50 ml. de leite;

100 g. de farinha de trigo;

1 pitada de sal;

0,5 litro de óleo para fritar.

Modo de preparo do recheio:

Corte a cebola em pedaços pequenos e frite-os em azeite de oliva, acrescentando os lagostins cortados. Adicione o sal, a pimenta e o vinho, mexendo até o vinho evaporar completamente.

Adicione a salsa e frite os ingredientes por 5 minutos antes de acrescentar a nata. Refogue os ingredientes que a mistura tome uma consistência cremosa. Retire do fogão e acrescente a carne de caranguejo e o queijo brinza. Misture tudo e adicione sal. 

Modo de preparo da massa:

Ferva o leite e, em seguida, acrescente a farinha passando-a por uma peneira e mexendo sempre. Acrescente um pouco de sal. Deixe a massa descansar na geladeira por 30 minutos.

 

Abra a massa e corte na forma desejada. Encha-a com o recheio, feche as bordas da massa e frite até que fique crocante e dourada.

 

Aprenda aqui como fazer uma churrascada à moda russa! 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies