10 pratos que compõem a dieta do Exército russo

Ruslan Shamukov/TASS
Quer crescer como um soldado russo? Fácil: basta fazer exercício físico e seguir o regime dos soldados.

Sob o regulamento atual, as rações diárias de um soldado devem chegar a cerca de 4.500 kcal e consistem em 117 produtos alimentícios.

O Russia Beyond teve acesso aos principais pratos servidos para a tropas terrestres russas e descobriu o que os soldados mais gostam e do que mais sentem falta.

1. Mingau com salsicha, e pão com ovo

O café da manhã típico no Exército russo é mingau com salsicha ou costeleta. O mingau de aveia, por exemplo, não é o mais favorito, mas é consumido na velocidade da luz, como tudo na mesa. “A coisa mais deliciosa no café da manhã é espalhar um pouco de manteiga em uma fatia de pão e colocar um ovo cortado ao meio. Ou espalhar geleia no pão”, diz Nikolai, relembrando seu passado como recruta.

2. Pelmêni e varêniki com queijo cottage

Uma ou duas vezes por semana, os soldados tomam um café da manhã especial com pelmêni ou varêniki acompanhados de queijo tipo cottage e sour cream, que muitos lembram depois com um sorriso. “Primeiro, os pelmêni são uma fonte de alegria incrível, mas, com o tempo, o efeito desaparece. Afinal, não são pelmêni de marca, apenas os comuns”, admite Nikolai.

3. Rassólnik de Leningrado

Durante muito tempo, o mingau de cevada perolada (feito de cevada integral) era visto pelos militares como uma maldição. É bem barato, por isso, servido em todos os lugares. Sob os novos regulamentos do Exército, o mingau de cevada perolada não é mais considerado um prato independente, mas pode ser usado como parte de outros, como, por exemplo, o rassólnik de Leningrado. Além da cevada perolada, a lista de ingredientes desse prato comum inclui carne, batatas, pepinos em conserva, cenoura e cebola. O principal é ser bastante generoso com a quantidade de carne.

4. Sopa do “campo de batalha”

Esta sopa com painço leva 20 a 25 minutos para ficar pronta, mesmo se preparada no campo de batalha. A receita é simples: primeiro é preciso ferver batatas e milho. Cebolas cortadas em cubos e cenouras raladas são fritas em óleo de girassol. Os legumes são então adicionados à panela ou frigideira juntamente com carne enlatada. 

5. Repolho refogado

Repolho refogado é uma memória compartilhada por todos que já serviram no Exército russo. É um típico acompanhamento de carne ou salsichas.

Leia mais: Bigus, o prato polonês que foi parar no cardápio do Exército Vermelho

6. Vinagrete

Na ausência de vegetais frescos, o vinagrete é uma solução perfeita. Não deve ser confundido com o vinagrete que os brasileiros conhecem como acompanhamento de churrasco e feijoada. Vinagrete é uma salada feita de legumes cozidos: batatas, beterrabas, cenouras, picles e ervilhas, e geralmente temperada com óleo de girassol.

“Para mim, vinagrete ainda está associado ao serviço no Exército”, diz Mikhail.

7. Trigo-sarraceno com carne enlatada

O mingau de trigo-sarraceno é um prato versátil que é quase impossível de errar. Combinando com a famosa carne cozida em lata – tuchonka – se transforma em uma refeição de encher a barriga. Antes de cozinhar trigo-sarraceno, vale a pena dourá-lo em uma frigideira, para que o mingau fique ainda mais saboroso. 

8. Peixe para o jantar

Para o jantar, os soldados geralmente comem peixe com um acompanhamento, como, por exemplo, trigo-sarraceno ou purê de batatas. “O peixe é do tipo mais simples e barato, como o escamudo-negro ou o bacalhau, nada de especial”, relembra Nikolai.

Soldados que se comportam mal durante o dia são punidos com a tarefa de picar as batatas para os pratos do dia seguinte após o jantar. No entanto, não é necessariamente um motivo para se ficar chateado. Às vezes, é uma oportunidade de conseguir uma segunda porção do jantar.

9. Sobremesa

Nas datas comemorativas, os soldados podem receber doces ou outras gostosuras: um pedaço de bolo de Páscoa, tangerinas no Ano Novo, panquecas com leite condensado e creme de leite azedo para a Maslenitsa. “Ao surgir doces na mesa, entendemos que é feriado. No Exército, perde-se a noção do tempo e, de repente, há biscoitos, doces ou tangerinas na mesa, e você percebe que é 23 de fevereiro ou Ano Novo”, diz Nikolai.

10. Quitutes de casa

Ao lado de uma unidade militar há geralmente uma loja que vende comida, mas os soldados nem sempre têm dinheiro ou a chance de ir lá. Recém-chegados, os recrutas  também não têm permissão de deixar a unidade. Em tais casos, a ajuda pode vir na forma de uma visita de parentes ou de um pacote enviado de casa.

“A coisa que mais se espera são os pacotes dos pais no fim de semana. Eles podem vir com linguiça, chocolate ou algum outro petisco”, recorda Nikolai.

Depois disso tudo, acha que é fácil viver entre os militares? Confira as loucuras do dia a dia em um quartel na Rússia

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies