Makovnik, o bolo de Páscoa russo para trazer prosperidade e riqueza

Victoria Drey
Acredita-se que esse doce eslavo feito com sementes de papoula traga dinheiro. Portanto, mesmo que o feriado já tenha passado no Brasil, a receita ainda é válida.

Bolos, bagels, biscoito de gengibre, pãezinhos, rolinhos...praticamente qualquer salgado fica delicioso quando recheado com sementes de papoula, certo? Os russos adoram adicionar esses minúsculos grãozinhos pretos aos doces, conferindo crocância e um sabor único.

Para muitos, o quitute com sementes de papoula é um símbolo nostálgico da culinária soviética, mas, na verdade, remonta à antiga Rus. As pessoas plantavam papoulas no século 11 e, desde então, a semente da planta tem sido um ingrediente essencial na panificação. Sementes de papoula costumavam ser consideradas um símbolo de bem-estar; portanto, quanto mais delas, melhor.

Minha guloseima favorita sempre foi rolinhos simples generosamente recheados com papoula doce – até que me deparei com a receita de makovnik (seu nome deriva da palavra russa “mak”, isto é, “papoula”).

Makovnik é um tradicional pão de ló, popular na mesa de Páscoa eslava. Ainda hoje, o makovnik é um dos destaques durante a Páscoa ortodoxa russa, juntamente com kulitchese paskha. O seu diferencial em relação a outros quitutes com sementes de papoula é que nele não há recheio: em vez disso, as sementes de papoula são incorporadas à própria massa.

Há toneladas de variações de makovnik na culinária russa, ucraniana e tcheca, mas prefiro a receita de makovnik que vai uma quantidade igual de farinha e sementes de papoula na massa – o resultado é um pão de ló fofinho e de textura suave.

Ingredientes:

120g de farinha de trigo

4 ovos

100g de açúcar

110g de sementes de papoula

1 colher de chá de fermento em pó

30 ml de óleo vegetal

40 ml de leite

1 fava de baunilha

Uma pitada de sal

Modo de preparo:

Em primeiro lugar, moa as sementes de papoula secas em um processador. Quanto mais moídas, melhor será o gosto do bolo. Em uma tigela, peneire a farinha e o fermento com uma pitada de sal. Adicione papoula moída e reserve a mistura seca.

Quebre os ovos em outra tigela, adicione a fava de baunilha e comece a bater em velocidade média por alguns minutos. Em seguida, aumente a velocidade e acrescente o açúcar (aos poucos com uma colher de sopa). Continue mexendo até obter uma textura consistente e sedosa. O processo pode demorar um tanto, então, seja paciente.

Em seguida, incorpore gradualmente a mistura seca aos ovos batidos e misture a massa com uma espátula. Nessa hora também pode-se adicionar nozes ou passas.

Por último, acrescente o óleo vegetal e o leite quente e misture tudo. Coloque o makovnik no forno pré-aquecido a 180° C por cerca de 30 a 35 minutos, ou até dourar por cima e estar bem cozido por dentro.

Deixe esfriar, polvilhe com um pouco de açúcar de confeiteiro e coma-o acompanhado de um bom chá.

Feliz Páscoa Ortodoxa e priátnogo appetita!

Gosta de semente de papoula? Aprenda então a preparar esses pãezinhos doces recheados.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais